O que podemos aprender com a saída da Ford do Brasil?

Capa de Post principal (7)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por Pedro Paulo Galindo Morales

Na semana passada a notícia caiu com uma bomba no mercado brasileiro. A Ford uma das maiores indústrias automobilísticas do mundo, que produziu no pais veículos como o Galaxie/Landau, Corcel, Maverick V8 e vários outros iria fechar suas fabricas brasileiras e demitir mais de cinco mil funcionários diretos, que sempre conhecido por pertencer a uma categoria que recebem salários acima da média de outros brasileiros sem contar  outros tantos empregos indiretos proporcionados por fornecedores de peças, concessionárias e os pequenos comércios que vivem em torno de suas fábricas.

            Uma má notícia de início de ano para a economia do pais se estivéssemos em tempos normais imagina então em tempos de uma crise como estamos passando.

            A saída da fábrica de automóveis do Brasil deixa uma lição tanto para aqueles que são funcionários, empresários e até para governo. Vamos a elas:

  • Funcionários: Dentre as muitas notícias que assisti me chamou a atenção a de um engenheiro da área de produção que dizia que pela manhã, o anuncio do fechamento das fábricas foi a tarde, ele e sua equipe “corria” atras de material e planejava a produção da semana. A lição do episódio: Mesmo que sejamos um funcionário exemplar e dedicado não temos controle absoluto da situação, a qualquer momento podemos ser pegos de surpresa então chegou a hora de entender que a situação muda a cada instante e que por isso devemos investir mais naquilo que fica para sempre com a gente, o conhecimento.
  • Empresários: As empresas são feitas para dar lucro e para isso devem segir um planejamento estratégico e buscar a sua máxima eficiência. A Ford desde 2017 vem fechando fabricas e demitindo funcionários na Europa e tem dito que está revendo sua estratégia quanto a produzir veículos leves e pesados preferindo produzir veículos elétricos, SUVs, picapes e veículos comerciais. A pandemia, novas tecnologias de produção e quedas de vendas no Brasil levaram a Ford a encerrar suas atividades no Brasil. A lição do episódio: Empresários estejam sempre observando o mercado, para onde ele vai, quais as novas tendências na sua área e principalmente como você pode digitalizar os seus negócios.
  • Governo: Para o governo fica a lição de descobrir o motivo pelo qual a Ford escolheu a Argentina e o Uruguai. Mesmo que a Ford recebesse subsídios para suas operações no Brasil este seria o papel do governo, reter fábricas que possam colaborar com o desenvolvimento do Brasil pagando bons salários, recolhendo impostos e colaborando com o desenvolvimento do país. Somente para registrar a Mercedes anunciou no final do ano passado que não produziria mais veículos de passeio no Brasil, e a Audi também está considerando fazer isso.

Que estas lições possam nos alertar de que precisamos estar sempre de olho no mercado, no que está por vir, somente analisando o presente podemos criar o futuro e o futuro nem sempre é um céu de brigadeiro, mar de almirante ou cenário perfeito.

Vamos refletir e sucesso!

Pedro Paulo Galindo Morales é Graduado em Gestão, Especialista em Controladoria, MBA em Gestão Estratégica de Pessoas e Técnico em Contabilidade. Atua também como Editor do Blog Falando de Gestão e Professor EAD www.falandodegestao.com.br , pedropaulomorales@yahoo.com.br

Comments are closed.