Você está na categoria .

Positividade Tóxica

Pedro Paulo Morales

A positividade tóxica surge quando se tem dificuldade em aceitar a realidade.

Por Pedro Paulo Morales

Se você ouviu ou fala frases como “não pense nisso, seja positivo” ou “poderia ser pior” ou até mesmo a frase “no final vai dar tudo certo” saiba que essas frases são ditas por pessoas que apresentam uma característica de positividade tóxica.

A positividade tóxica surge quando se tem dificuldade em aceitar a realidade ou quer se parecer uma pessoa muito positiva ou animada. Pensar positivo é uma das Leia Mais

Redes sociais: a vitrine de vaidades e mentiras

Professor Carlos Delano

Por Professor – Carlos Delano Rebouças – Educador profissional | Revisor de textos |Facilitador de curso

Muitos usam as redes sociais para extravasar, para mostrar-se com o seu lado mais natural de ser. A chance de sorrir sem as sonoras gargalhadas no silêncio do “kkkkkkk…”, quando a timidez não permite vídeos.

Outros as enxergam como a oportunidade de se tornar conhecido ou ainda mais que isso. Famoso? Sim! É o caminho mais curto e instantâneo de ganhar notoriedade, de tornar os milhões de josés e marias em josephs e marys. É a chance que um calango tem de sonhar com o dia que vai se tornar um jacaré. Leia Mais

Atente-se aos vícios de linguagem

Professor Carlos Delano

Por Professor – Carlos Delano Rebouças – Educador profissional | Revisor de textos |Facilitador de curso

Pode parecer bobagem para alguns o uso frequente e incontrolável dos vícios de linguagem, sim, mas para outros, muitos outros mais exigentes com relação ao respeito à norma culta da língua portuguesa, trata-se de algo bastante prejudicial para o processo de comunicação, algo que impacta negativamente na imagem do interlocutores, sobretudo do emissor quando na sua vez de falar, sem nos furtar de dizer que interfere bastante na compreensão da mensagem por se transformar em um ruído que se torna protagonista, chamando bem mais a atenção que a mensagem a ser transmitida. Leia Mais

Com quem você tem convivido?

Professor Menegatti

Por Por Professor Meneguatti – Administrador de Empresas e Palestrante

Uma máxima diz que somos a média das cinco pessoas com quem mais convivemos. Dessas cinco pessoas acabamos influenciando e sendo influenciados seja em nossos hábitos, em nossas atitudes.

Pergunto: Com quem você tem convivido?

A resposta a essa pergunta, aparentemente simples, é um tanto difícil. Na verdade, esse é um dos grandes segredos da vida. Saber escolher com quem ficar, com quem conviver é uma tarefa não muito simples. É preciso ser seletivo, isso mesmo, ser um pouco mais seletivo quanto aos lugares que se frequenta bem como, com relação às pessoas com as quais mais se convive e se investe boa parte do tempo. Leia Mais