As vezes apenas a inovação não é suficiente

Pedro Paulo Morales
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Faltam pessoas circulando, ambiente estável para negócios e tranquilidade

Por Pedro Paulo Morales

Mais uma empresa encerra suas atividades devido à queda 55% no faturamento provocada pela pandemia do Coronavirus, desta vez foi o Engenho do Dedé filial de Fortaleza e Belo Horizonte.

Cerca de 34 pessoas perderão o emprego com o fechamento da unidade que funcionava no Shopping Iguatemi. “Uma decisão difícil, mas necessária frente ao cenário atual”, conforme definiu o estabelecimento no anúncio oficial de fechamento.

A crise se aprofunda e volta o discutível dilema falidos ou falecidos. A ciência diz que devemos manter o distanciamento social e a economia precisa de vendas, um equilíbrio difícil que teremos que conviver por alguns anos pois a COVID-19 não vai nos deixar em paz antes de 2 ou três anos. A grande questão é como alguns modelos de negócios vão se manter até lá.

Muitos pregam que os negócios não passam por inovação, não buscam atualização porem essas pessoas se enganam, pois, dependendo do negócio uma grande parte depende de uma série de fatores como um negócio de restaurantes e entretenimento que dependem de pessoas, de aglomeração enfim de vida.

Existe um conceito muito importante nas finanças de uma empresa que não deve ser esquecido que são o ponto de equilíbrio e margem de contribuição e estes dois apenas é possível se atingir com vendas suficientes para cobrir os custos do negócio.

Por mais inovação ou redefinição de estratégia que se tenha em um negócio sempre passará por pessoas. Um restaurante como o Engenho do Dedé vendia muito além de comida, oferecia atendimento, ambiente, localização e experiências, isso não se entrega por delivery.

Me desculpem os futuristas e os que dizem que as empresas não souberam inovar perderam a capacidade de inovar, falta de um aplicativo e outros penduricalhos  mas em alguns casos para fechar a conta da margem de contribuição e ponto de equilíbrio de muitos empreendimentos faltam pessoas circulando, ambiente estável para negócios e tranquilidade, o que não temos hoje, enfim falta vida e pessoas sorrindo !

Vamos refletir e sucesso!

Pedro Paulo Galindo Morales é Graduado em Gestão, Especialista em Controladoria, MBA em Gestão Estratégica de Pessoas e Técnico em Contabilidade. Atua também como Editor do Blog Falando de Gestão e Professor EAD www.falandodegestao.com.br , pedropaulomorales@yahoo.com.br

Comments are closed.