Sunday, 21/7/2024 | 7:33 UTC-3

Cinco dicas para fugir do estresse e ter mais qualidade de vida

David Braga, headhunter e especialista em busca e seleção de executivos, ensina como adotar hábitos simples que ajudam a manter o equilíbrio entre as várias esferas da vida

David Braga

Em meio à correria do dia a dia e tantas obrigações, quem nunca vivenciou momentos de estresse e angústia? É preciso buscar o equilíbrio, encontrando maneiras para reduzir tudo aquilo que pode piorar o nível de esgotamento e, consequentemente, nossa qualidade de vida. Segundo o headhunter e CEO da Prime Talent Executive Search, David Braga, especialista em busca e seleção de executivos, esse tema tem sido amplamente discutido pela alta gestão e pelas áreas de recursos humanos das organizações, uma vez que já é sabido que os colaboradores podem adoecer em função do cansaço e da exaustão.

Dados de um estudo elaborado pela Associação Internacional de Controle do Estresse e da Tensão  (ISMA-BR) apontam que o estresse foi responsável pelo aumento de 140% nos gastos trabalhistas das empresas brasileiras nas últimas décadas. Ou seja, além de ser péssimo para o clima organizacional, gera grandes custos às companhias. “Evidentemente, não é apenas a corporação a responsável por solucionar ou minimizar esse problema. O profissional também precisa gerenciar sua vida e saber organizar a rotina, dosando o estresse diário. Isso é de vital importância para quem quer ter relevância no mercado de trabalho. Para isso, várias ações podem ser colocadas em prática, mas vou elencar cinco dicas para melhorar seu cotidiano”, analisa Braga.

A primeira é a atenção com a respiração. “Ao longo do dia, dê algumas pausas no que está fazendo e simplesmente respire. O estresse causa aumento do ritmo cardíaco. Sendo assim, inspire pelo nariz e expire pela boca. Dessa forma, você vai diminuir a pressão sanguínea e acalmar a sua mente”, ensina o headhunter.

Alongar o corpo é outro ponto relevante para não deixar o cansaço e o estresse se instalarem no organismo. “Isso porque o alto nível de esgotamento causa tensão muscular. O estresse eleva também o nível do cortisol, hormônio presente no nosso corpo. O segredo é esticar os músculos que ficam sobrecarregados nesse caso: costas, ombros e pescoço”, diz David.

A terceira dica é se exercitar. “Pratique, pelo menos três vezes por semana, alguma atividade física, como yoga, caminhada, dança ou musculação, a fim de manter o corpo em constante movimento. Também não se esqueça de preservar uma boa alimentação e ingerir água. Essas duas atitudes deixarão você mais disposto e ainda ajudarão a mantê-lo com um peso adequado.”

Por último, conheça seus limites. Faça uma autorreflexão sobre o que é esperado de você na vida profissional e na vida pessoal. “Entenda também quais os prazos e recursos você tem para realizar suas entregas no trabalho e em compromissos familiares. Se necessário, negocie novas datas. Lembre-se de que a gestão do tempo é mais uma aliada para prevenir o estresse”, complementa.

David Braga é CEO, board advisor e headhunter da Prime Talent Executive Search. É também conselheiro de Administração pela Fundação Dom Cabral (FDC) e professor convidado pela mesma instituição. Ele é autor do livro “Contratado ou Demitido – só depende de você” e atua, ainda, como conselheiro da ONG ChildFund, da ACMinas e da Associação Brasileira de Recursos Humanos de Minas Gerais (ABRH-MG).
Instagram: @davidbraga | @prime.talent.

About

A proposta do Site Falando de Gestão é criar um espaço para que os leitores possam ter a disposição um espaço de discussão e aprendizado sobre assuntos ligados a gestão, comportamento humano e inovação.

POST YOUR COMMENTS

Your email address will not be published. Required fields are marked *

+ Artigos