Você está na categoria Artigos

O que já aprendemos e o que ainda precisamos aprender sobre liderança remota em um ano de home office

Anelise Valente é advogada e gestora da equipe Smart Law no escritório Rücker Curi Advocacia e Consultoria.

Por Anelise Roberta Belo Bueno Valente

Passados 12 meses de instabilidade global, das perdas irreparáveis em âmbito pessoal, do abre e fecha, de decretos com restrições anunciados ao apagar das luzes de uma sexta-feira e do trabalho remoto imposto e implementado sem qualquer preparação, estaríamos chegando perto do ideal e necessário para uma liderança remota?

Se para os colaboradores o trabalho remoto é um desafio, para os líderes de equipe há ainda mais obstáculos a serem superados. Para além das questões relacionadas ao home office, como adaptação à quebra abrupta de rotina e manter a jornada dentro do padrão viável e saudável à saúde mental, existe ainda a função conjunta de liderar uma equipe, pequena ou grande, mantendo todos os colaboradores engajados e ajudando-os a superar os desafios diários do trabalho remoto. Leia Mais

Com quem você tem convivido?

Professor Menegatti

Por Por Professor Meneguatti – Administrador de Empresas e Palestrante

Uma máxima diz que somos a média das cinco pessoas com quem mais convivemos. Dessas cinco pessoas acabamos influenciando e sendo influenciados seja em nossos hábitos, em nossas atitudes.

Pergunto: Com quem você tem convivido?

A resposta a essa pergunta, aparentemente simples, é um tanto difícil. Na verdade, esse é um dos grandes segredos da vida. Saber escolher com quem ficar, com quem conviver é uma tarefa não muito simples. É preciso ser seletivo, isso mesmo, ser um pouco mais seletivo quanto aos lugares que se frequenta bem como, com relação às pessoas com as quais mais se convive e se investe boa parte do tempo. Leia Mais

Diagrama de Ishikawa: Uma ferramenta de diagnóstico

diagrama de Ishikawa _Uma ferramenta de diagnostico

Introdução

O Diagrama de Ishikawa foi desenvolvido em 1943 pelo Engenheiro Químico japonês Kaoru Ishikawa (1915- 1989) que ficou conhecido com Pai da Qualidade. O engenheiro foi responsável pela grande mudança verificada no pensamento das organizações.  quando o assunto é qualidade. Sua produção bibliográfica contou com um total de 647 artigos e 31 livros.

Leia também: O Modelo Japonês de Administração

Pode-se dizer que engenheiro foi um dos principais divulgadores da Filosofia da Qualidade, também conhecida como “Cultura da Qualidade”. Foi com essa nova filosofia que o Japão alcançou patamares de qualidade elevadas eram consideradas superiores até mesmo aos dos Estados Unidos. Foi assim que o país passou a disputar o mercado internacional no mesmo nível de seus concorrentes. Leia Mais

Employee Experience – o conceito de UX aplicado como ferramenta de gestão de pessoas

Por Melina Alves

Investir em inovação tem se tornado uma premissa para as empresas que buscam crescer ou até mesmo acompanhar as mudanças do mercado. O objetivo por trás desse movimento é se aperfeiçoar para entregar a melhor experiência para o consumidor, seja por meio de um produto ou serviço. Mas, o que não é tão claro é que por trás da inovação da entrega existe uma equipe que, a depender do clima organizacional, pode sofrer positiva ou negativamente, interferindo diretamente na produtividade e qualidade final. Sendo assim, apostar em estratégias de retenção de talentos e práticas que tenham por intuito melhorar o ambiente de trabalho tende a ser a chave de sucesso no século 21.  Leia Mais