Você está na categoria Colunas

Gerentes Apaixonados – os Negócios Como Um Estilo de Vida

Como os Gerentes Apaixonados Veem o Seu Próprio Trabalho? Qual o Principal Ingrediente do Local de Trabalho dos Gerentes Apaixonados? Como Transformar o Amor Pelo Trabalho em Uma Cultura Empresarial? Por Que os Funcionários Apaixonados Fazem Questão de Estar Sempre Atualizados?

Por Julio Cesar S. Santos – Diretor Acadêmico na Polo Educacional do Méier

Os Gerentes Apaixonados consideram seu trabalho muito mais que um emprego; eles o veem como missão e estilo de vida. Encontram um propósito maior do que estão realizando e esse senso de objetivo conduz – eles e suas equipes – a níveis de realizações que a maior parte das pessoas jamais poderia imaginar. Alguns dos ingredientes do local de trabalho dos Gerentes Apaixonados são: Leia Mais

Gerentes Ágeis Constroem Infraestrutura Para as Mudanças Organizacionais

Qual a Influência dos Gerentes Ágeis nas Mudanças Organizacionais? Quais as Principais Características das Culturas Ágeis? Como as Culturas Organizacionais Evoluem ou Desaparecem?

julio-cesar

Por Julio Cesar S. Santos – Diretor Acadêmico na Polo Educacional do Méier

Gerentes Ágeis são pessoas que excluem do seu vocabulário a expressão “sempre fizemos as coisas assim”. São profissionais que veem oportunidades nas mudanças em mercados, em tecnologias, dados demográficos ou outras áreas. Ser Ágil talvez seja a característica mais importante de qualquer cultura para sua sobrevivência no longo prazo e, esse é o motivo pelo qual, a IBM não é mais uma empresa de máquinas de calcular. Leia Mais

Creative thinking

Pedro Paulo Morales

Por Pedro Paulo Morales

Um dos maiores problemas enfrentados pelas empresas é desenvolver a criatividade e inovação entre seus colaboradores.

Para despertar a criatividade uma abordagem muito eficaz é o Creative thinking, que em uma tradução livre significa Pensamento Criativo.

Essa abordagem de pensamento caracteriza-se por ser mais relaxada, aberta e divertida. Pretende levar as pessoas a pensarem de uma forma menos critica e analítica. Essa abordagem apesar de apresentar alguns riscos como a de que a solução não seja encontrada, é muito útil para fomentar a inovação pois ela permite: Leia Mais

Um bom desempenho depende de um bom líder

O líder que quiser ter uma equipe bem preparada para enfrentar esses novos tempos precisa desenvolver habilidades que sejam capazes de engajar a equipe

Pedro Paulo Morales

Por Pedro Paulo Morales

O sonho de qualquer pessoa que assume uma posição de liderança é ter uma equipe de alto desempenho. Muitos líderes erroneamente “delargam” para a equipe essa missão, não orientam, não conversam com a equipe e com o passar do tempo, quando a equipe não atinge esse patamar, começam a se lamentar e a perguntar pelo qual motivo a sua equipe não tem aquele famoso “brilho nos olhos” e não atinge resultados. Leia Mais

A gestão da qualidade é responsabilidade de todos, ou é apenas uma história da carochinha?

Qualidade

Autores: Bruno Rodrigues Cabral, Carla dos Santos Macedo Paes, Tássia Amorim e Mauricéia dos Santos Carvalho.

Para início de conversa, é preciso apresentar o significado da palavra qualidade. Qualidade, segundo alguns dicionários, é a perfeição, precisão ou conformidade relacionada a um padrão preexistente. Tem como origem o termo QUALITAS – o jeito de ser ou a qualidade que se busca, conectando-se com – qual tipo ou de que tipo? Sempre na necessidade de se obter uma correlação do fato a um modelo aceitável. Leia Mais

Como os Gerentes Formadores de Equipes Podem Extrair o Melhor de Seu Capital Humano?

De Que Maneira os Formadores de Equipes Veem Suas Organizações? Que Fatores Humanos Têm Influência no Sucesso das Empresas? Qual é o Peso dos Talentos Inatos de Candidatos?

julio-cesar

Por Julio Cesar  S. Santos – Diretor Acadêmico na Polo Educacional do Méier

Os Gerentes “Formadores de Equipes” sabem que o investimento mais importante que podem fazer é nos funcionários e, o resultado disso, é que eles enfatizam mais as estratégias de recrutamento e desenvolvimento do que a maior parte de seus concorrentes. Eles veem suas empresas como pessoas que servem umas às outras como “clientes externos” que, por suas vez, oferecem o mesmo serviço excelente aos seus clientes externos. Leia Mais