Thursday, 25/7/2024 | 3:14 UTC-3
Falando de Gestão

Por que apoiar o bem-estar de funcionários é tão importante para os dias de hoje?

Por Fatima Koning, diretora comercial do IWG

Mais de dois anos após o início da Covid-19, as empresas e seus funcionários enfrentam um novo conjunto de desafios. Da instabilidade econômica à agitação política, há muito com o que se sentir desconfortável. Para os líderes empresariais, o efeito dessas preocupações no bem-estar de seus funcionários deve ser uma consideração importante. Até mesmo porque equipes felizes e saudáveis criam empresas bem-sucedidas. De acordo com a Said Business School da Universidade de Oxford, a felicidade tem um efeito claro na produtividade. A pesquisa mostrou que funcionários que se classificaram como “mais felizes” não apenas trabalharam mais rápido e falaram com mais clientes, mas também fizeram 13% mais vendas.

O modelo híbrido é um poderoso facilitador de mudanças positivas, tanto para as empresas quanto para seus funcionários — e deve estar no centro das conversas atuais de executivos. No novo mundo do trabalho pós-pandemia as prioridades das pessoas mudaram. Há uma ênfase maior na saúde mental, física, emocional e uma expectativa de que o trabalho deve se encaixar na vida, e não o contrário. Longos períodos de trabalho remoto forçado provaram que a produtividade pode ser mantida — em alguns casos, até melhorada — dando aos funcionários a autonomia e a independência para escolher onde, como e até mesmo quando trabalham.

Sabe-se o quão difícil pode ser conciliar responsabilidades pessoais e profissionais — mas o trabalho híbrido permite alcançar altos níveis de carreira que talvez não fossem possíveis de outra forma. Além disso, tendo se beneficiado de tempo extra para passar com os entes queridos, se dedicar aos hobbies ou metas pessoais, não é surpresa que as pessoas relutem em trocar isso por um retorno aos deslocamentos diários ou engarrafamentos. Uma pesquisa do IWG mostra que quase metade dos trabalhadores deixaria seu emprego se solicitado a retornar ao escritório cinco dias por semana, apenas um em cada cinco colaboradores estaria de acordo com o deslocamento por mais de trinta minutos.

O aumento do custo das viagens provavelmente tornará o deslocamento desnecessário e ainda mais estressante para os funcionários, aguçando a escolha dos empregadores sobre como, quando e por que eles decidem reunir as pessoas na sede da empresa. Embora as reuniões regulares possam ser imensamente valiosas, é crucial que elas tenham um propósito claro. De acordo com a Accenture, 63% das empresas de alto crescimento adotaram modelos de trabalho de “produtividade em qualquer lugar”, enquanto 69% das empresas de crescimento negativo ou inexistente permanecem comprometidas em ditar de onde as pessoas trabalham.

Outra vantagem importante do modelo híbrido é a capacidade de ajudar as empresas a reter e recrutar os melhores talentos. A pesquisa mais recente do IWG mostra que o regime flexível é um benefício fundamental que os funcionários buscam — 72% das pessoas disseram que ficariam sem um aumento salarial de 10% se pudessem manter a opção de ter flexibilidade na empresa em que trabalham. Com isso, os colaboradores podem aproveitar os benefícios do bem-estar que o híbrido naturalmente oferece.

Uma vez que uma política de trabalho híbrida esteja em vigor, é vital garantir que ela não signifique solidão ou isolamento para os membros da equipe. É necessário implementar tecnologias que ajudem as pessoas a se manterem conectadas e satisfeitas com o trabalho. Também reconhecemos que escritórios têm o potencial de preencher a lacuna que muitas vezes aparece no trabalho remoto: as redes de colaboração entre colegas. Por isso, espaços de trabalho flexíveis precisam ser dotados de eventos, workshops, palestras e até almoços de equipe. Um espaço de trabalho compartilhado deve oferecer suporte para a saúde física, mental e emocional com alternativas que as pessoas não possuem quando trabalham apenas em casa.

As empresas mais progressistas do mundo buscam adotar uma abordagem de colocar as pessoas em primeiro lugar. Embora o trabalho híbrido não seja a cura para tudo, é um componente crucial da abordagem de qualquer empresa moderna para gerenciar a saúde e o bem-estar dos funcionários. O modelo híbrido não apenas revoluciona a maneira como as pessoas trabalham, mas também a maneira como elas vivem. No novo mundo do trabalho os gestores podem melhorar ativamente a vida de sua equipe, e os benefícios disso são reais tanto para as empresas, quanto para os indivíduos. Dados os tempos turbulentos atuais é indiscutivelmente uma responsabilidade — e uma chance que não deve ser desperdiçada.

Informações à imprensa | Máquina Cohn & Wolfe

 

Banner
About

O site Falando de Gestão tem a missão de produzir conteúdo capaz de despertar Insights positivos nos leitores.

POST YOUR COMMENTS

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Fale com a gente Nossos contatos

Email: atendimento@falandodegestao.com.br

Phone: 85 98568-1058

Address: Fortaleza -Ceará