Falando de Gestão

Pesquisa global aponta que apenas 18% das organizações investem em segurança psicológica

Síndrome de Burnout

No mundo acelerado da gestão de projetos, onde a inovação e a colaboração são cruciais para o sucesso, a segurança psicológica se destaca como um elemento fundamental. Originada dos estudos de psicologia organizacional da década de 1960, essa ideia enfatiza a criação de um ambiente de trabalho onde os indivíduos se sintam à vontade para expressar suas opiniões, ideias e pensamentos sem medo de rejeição, julgamento ou retaliação.

 Importância da Segurança Psicológica

Muitas organizações reconhecem o valor dos funcionários que se sentem capacitados a oferecer ideias inovadoras, propor mudanças, desafiar normas e questionar decisões. No entanto, a segurança psicológica muitas vezes é tratada como secundária no desenvolvimento dos colaboradores.

Uma pesquisa recente do Project Management Institute (PMI) e da PwC revelou que apenas 18% das organizações promovem ativamente a segurança psicológica e a tolerância ao fracasso no local de trabalho. Essa estatística alarmante destaca uma lacuna significativa na priorização desse aspecto crucial, o que pode afetar o sucesso dos projetos e o desempenho geral da organização.

 Impacto na Eficácia das Equipes de Projeto

A ausência de um Escritório de Gestão de Projetos (PMO) dedicado à promoção da segurança psicológica pode prejudicar a eficácia das equipes de projeto. Quando os funcionários não se sentem seguros para expressar preocupações, compartilhar ideias ou admitir erros, um ambiente de medo e desconfiança se instala. Isso afeta negativamente a colaboração, a comunicação e a execução de projetos.

Ricardo Triana, Diretor Geral Interino Regional do PMI Latin America, destaca que o PMO deve ser mais do que uma unidade administrativa; deve ser uma potência de criação de valor que promove um ambiente psicologicamente seguro. “Neste ambiente, os funcionários são incentivados a se destacarem nas tarefas atribuídas e se sentem capacitados para desafiar ideias tradicionais e explorar novos caminhos inovadores”, compartilha Triana.

Práticas para Promover a Segurança Psicológica

A pesquisa do PMI e da PwC destaca três aspectos principais que os PMOs devem priorizar para melhorar a cultura organizacional e promover um ambiente propício à execução e entrega de projetos:

  • Desestigmatizar o Fracasso: Incentive os membros da equipe a falharem de forma inteligente, aprendendo com os erros, discutindo-os abertamente e compartilhando as lições aprendidas.
  • Modelar Comportamentos Desejados: Líderes devem demonstrar falibilidade e humildade, compartilhando suas próprias experiências de fracasso e as lições aprendidas.
  • Promover uma Cultura de Comunicação Aberta: Encoraje e recompense o relato de problemas, erros e falhas.

Crie um espaço seguro onde os membros da equipe possam expressar preocupações e admitir erros, identificando e resolvendo proativamente potenciais problemas.

Conclusão

“A segurança psicológica é a pedra angular de uma cultura organizacional próspera e um catalisador para a entrega de valor excepcional. Ao priorizar a segurança psicológica, as organizações liberam todo o potencial de seu capital humano, impulsionando o envolvimento, a criatividade e alcançando resultados notáveis. O poder de uma cultura sem medo é a base sobre a qual são construídos projetos de sucesso e a chave para desbloquear o verdadeiro potencial de cada indivíduo dentro da organização”, conclui Triana.

Promover a segurança psicológica não é apenas uma estratégia para melhorar a eficácia das equipes de projeto, mas também um investimento essencial no bem-estar e no desempenho dos funcionários, garantindo um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Com informações de Gabriela Santana sherlockcomms

About

O site Falando de Gestão tem a missão de produzir conteúdo capaz de despertar Insights positivos nos leitores.

POST YOUR COMMENTS

Your email address will not be published. Required fields are marked *