Sunday, 21/7/2024 | 8:29 UTC-3

Denúncia de Discriminação: Ex-funcionária de loja em SP processa chefe por ofensas e humilhação

Uma ex-funcionária de uma loja de óculos em Moema, Zona Sul de São Paulo, tomou a decisão corajosa de entrar com um processo trabalhista por dano moral contra sua ex-gerente após enfrentar situações humilhantes e ofensivas.

A jovem de 19 anos, que preferiu não ser identificada, alega ter sido alvo de mensagens discriminatórias no WhatsApp, onde foi chamada de “gorda” e “feia”. Além disso, a ex-gerente a obrigava a cobrir suas tatuagens no braço com uma blusa de frio enquanto estava trabalhando na loja. A denúncia foi formalizada no dia 1º de dezembro, e prints das conversas no aplicativo de mensagens evidenciam as ofensas proferidas pela superior hierárquica.

A ex-funcionária relata que as humilhações não se limitavam às mensagens, mas também incluíam restrições quanto ao seu horário de almoço e falsas acusações sobre sua pontualidade. “Foi horrível. Sofro de crise de ansiedade e comecei a passar muito mal, indo ao hospital”, afirma a jovem, destacando o impacto negativo que o ambiente de trabalho teve em sua saúde mental.

A empresa, ao ser questionada sobre o caso, afirmou estar apurando as alegações e reforçou seu compromisso com um ambiente de trabalho respeitoso e livre de discriminação. A denúncia levanta questões sobre a importância da conscientização e da implementação de políticas que promovam um ambiente de trabalho saudável e inclusivo.

Este caso serve como um lembrete da necessidade de vigilância constante contra o assédio e discriminação nos locais de trabalho e destaca a importância de os empregadores tomarem medidas adequadas para criar um ambiente profissional seguro e respeitoso para todos os funcionários.

Com informações do G1

About

O site Falando de Gestão tem a missão de produzir conteúdo capaz de despertar Insights positivos nos leitores.

POST YOUR COMMENTS

Your email address will not be published. Required fields are marked *