Tag Archive for Coluna Gestão & Negócios

A gestão de pessoas é tão obvia que se torna complexa!

fagner

Resumo: Nos relacionarmos parece algo tão simples e fácil, só que não! Quando as relações humanas são compostas por ingredientes como interesse, vantagem, benefícios o cardápio fica requintado. Vem comigo praticar esta leitura. Fagner Gouveia informa: Apertem os cintos e boa viagem!

Em um ambiente de trabalho cercado de pessoas diferentes e repleto de possibilidades infinitas do relacionamento humano e das variáveis de trabalho que mais parecem a Leia Mais

O mundo é pequeno e dá muitas voltas. O mercado também…

fagner

No mundo digital 2.0 nos tornamos cada vez mais virtuais e dinâmicos, e com esta velocidade competitiva alguns traços comportamentais individualistas podem ganhar destaque na vida pessoal e profissional. Diante do exposto este artigo nos fará refletir sobre a linha do tempo de nossas escolhas e acima de tudo, como nossas decisões servem para contextualizar nossa existência.

Quem nunca viu esta estória antes? Quantas pessoas você reencontrou que você achou que nunca mais ia encontrar? Quantas surpresas a vida te mostrou? E na vida profissional? Quantas pessoas que diziam “estar por cima” caíram e vice-versa? Leia Mais

[Coluna Gestão & Negócios] Lucro da Renner recua 40% no 1o tri, abaixo das estimativas.

Lucro da Renner recua 40% no 1o tri, abaixo das estimativas.

A Lojas Renner registrou um recuo de quase 40 % do lucro líquido no primeiro trimestre, abaixo das expectativas do mercado e pressionada por um aumento da alavancagem e por operações que ainda não atingiram a maturidade. O lucro líquido no período foi de 21,6 milhões de reais, 39,5 % menor do que o resultado um ano antes, informou a varejista. (Portal Exame)

O pessimismo volta a rondar a economia

A exemplo do que aconteceu ao longo de 2012, as previsões de crescimento da economia estão sendo revistas mais fortemente para baixo. Esse movimento ficou mais evidente nos últimos dias, com grandes instituições financeiras rebaixando suas projeções. O risco, que o governo tenta evitar, é que esse pessimismo contamine novamente a retomada dos investimentos. (Portal Exame)

Montadoras vão investir R$ 71 bilhões até 2017

As montadoras de veículos no Brasil elevaram sua previsão de investimentos para o período até 2017. Em lugar dos R$ 60 bilhões divulgados até a semana passada, a estimativa agora é R$ 71 bilhões. A informação foi divulgada pelo presidente da  Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. (Agência Brasil)

Indústria de máquinas e equipamentos sente o efeito da crise

A indústria de máquinas e equipamentos registrou faturamento de 17,18 bilhões no primeiro trimestre de 2013. O resultado representa uma queda de 11,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados, divulgados ontem (8), são da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). (Agência Brasil)

Termoelétricas são desligadas

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico decidiu ontem (8) desligar quatro usinas termelétricas movidas a óleo diesel que estavam acionadas desde outubro do ano passado para garantir o suprimento energético do país. A partir do próximo sábado (11), serão desligadas as usinas Pau Ferro (94 megawatts – MW) e Termomanaus (143 MW), em Pernambuco; Xavante (54 MW), em Goiás; e Potiguar I (43 MW), no Rio Grande do Norte. Essas usinas produzem energia com custo maior. (Agência Brasil)

Operação Leite Compen$ado

Além do Rio Grande do Sul, outros estados serão investigados para saber se também houve adulteração no leite, informou hoje (8) o Ministério da Agricultura. O foco inicial da operação foi na Região Sul, onde existe a figura do transportador de leite. Com o crime, transportadores lucravam 10% a mais do que os 7% já pagos sobre o preço do leite cru, em média R$ 0,95 por litro. O total de leite movimentado pelo grupo, no período de um ano, chega a 100 milhões de litros. Mais de 100 toneladas de ureia foram compradas pelos envolvidos para utilização na prática criminosa. (Agência Brasil)

Coluna escrita em 09/05/2013

[Coluna Gestão & Negócios] Planejamento Estratégico Orgânico

Olá, é muito interessante o artigo Planejamento Estratégico Orgânico do colunista Daniel Domeneghetti especialista em estratégia corporativa publicada no Site Qualidade Brasil.

No artigo o autor diz que a empresa deve ter uma estratégia que faça a empresa evoluir e para isso os dos modelos tradicionais e mecânicos de planejamento estratégico não atendem mais a realidade do mercado. Selecionei alguns trechos que podem ajudar a sua empresa a ter um planejamento estratégico mais adequado ao momento do mercado.

  • O objetivo central de qualquer estratégia para todos os seres e organismos vivos, em primeira e mais importante instância, é a sobrevivência. 
  • No mundo corporativo isso se dá a partir da visão, entendimento e compreensão dos mercados em que a empresa se encontra, assim como de sua capacidade em estruturar e organizar formas, arranjos e conexões com todos os seus agentes de relacionamento de forma a garantir a satisfação, no limite possível, dos interesses e necessidades dos atores envolvidos.
  • O planejamento estratégico tal qual o conhecemos tem como primeiras etapas a coleta e organização de dados e informações internas e externas para que, a partir delas, a empresa possa fazer escolhas em relação ao posicionamento que deve adotar, ações a serem empreendidas e investimentos que suportem essas escolhas realizadas, principalmente em relação a seus objetivos mercadológicos e financeiros, ou seja: a grosso modo, idealiza-se que o mercado em que a empresa atua deve comprar seus produtos e/ou serviços no volume necessário para que esta obtenha um fluxo de receitas e lucros futuros suficiente para garantir a sua perpetuidade (preferencialmente com folga em relação aos concorrentes).
  • Os mercados são caóticos e, como tal, respondem às interações de formas e maneiras não mapeadas, não sendo possível prever resultados com exatidão.
  • Neste contexto, as organizações mais evoluídas, e, portanto, do topo da cadeia competitiva, são (ou deveriam ser) sistemas abertos e adaptáveis, evoluindo e inovando a partir de visões futuras e leituras mais claras e objetivas dos rumos e resultados decorrentes das suas interações com seus mercados.
  • A capacidade de prosperar a partir de suas competências centrais passa a ser a estratégia orgânica fundamental que será capaz de entregar diferenciais em relação a estruturas e organizações mais rígidas e mecanizadas.
  • Vencedoras serão essas empresas que entendem que o sistema é competitivo, mas também cooperativo com o meio. Afinal, “o que é uma boa estratégia para o sapo depende do que a mosca esteja fazendo… e vice-versa” (Clemente Nóbrega).

Fonte: http://www.qualidadebrasil.com.br/artigo/gestao/planejamento_estrategico_organico

A empresa deve saber fazer um planejamento estratégico capaz de inovar os processos e assim se adaptar ao meio ambiente para garantir o crescimento do seu negócio o quem sabe até mesmo a sua sobrevivência.

E você o que acha?

Coluna escrita por Pedro Paulo Morales

[Coluna Gestão e Negócios] Nasce a Solar Refrescos S.A.

Nasce a Solar Refrescos S.A.

A gigante nascida da fusão das companhias Norsa, Renosa e Guararapes já tem nome definido. A nova companhia é a Solar Refrescos S.A, com sede em Fortaleza. A escolha do nome foi confirmada ontem ao O POVO pela presidente da Calila Participações, uma das acionistas majoritárias, Joana Queiroz Jereissati.

Uma das 10 Maiores do Mundo

A Solar é uma das 10 maiores fabricantes de Coca-Cola do mundo e a primeira com acionista brasileiro, além de ser a segunda maior engarrafadora do Sistema Coca-Cola no Brasil, menor apenas do que a Femsa (de capital mexicano).

Morre Dirce Camargo a mulher mais rica do Brasil

Dirce Camargo, considerada a mulher mais rica do Brasil e viúva do fundador da Camargo Corrêa, Sebastião Camargo, morreu neste sábado (20) em sua casa, aos 100 anos. Dirce estava à frente de Eike Batisa (US$ 10,6 bilhões), do império liderado pela petrolífera OGX e era considerada a 87ª pessoa mais rica do mundo, segundo a Forbes e, em 2000, foi uma das únicas 12 mulheres a constarem da lista de de bilionários da publicação.

O Grupo Camargo Correa

O conglomerado detém a terceira maior construtora do Brasil, 17% da CCR (rodovias), 24,4% da CPFL (eletricidade), quase 95% da Cimpor (cimentos) e o controle da Alpargatas – fabricante das sandálias Havaianas.

Lucro da Hering cai 1,2% no primeiro trimestre

O lucro líquido da varejista Hering recuou 1,2% de janeiro a março, na comparação com igual período de 2012, para R$ 69,4 milhões. O resultado ficou abaixo dos R$ 71,6 milhões apontados pela média de projeções do Bank of America Merrill Lynch, Deutsche Bank e Votorantim Corretora. A receita líquida avançou 16,2% no primeiro trimestre, para R$ 379,7 milhões. Os custos com vendas subiram 19,9%, para R$ 209,6 milhões, e as despesas com vendas totalizaram R$ 58 milhões, alta de 9,9%.

North Shopping em Sobral

Está quase tudo pronto para a inauguração do North Shopping Sobral. A data anunciada é a próxima sexta-feira, dia 26. Mas ela será transferida para o dia 1º de maio – quarta-feira.

Aumento do Plano de Saúde:  Eles querem 10% de reajuste

A Associação Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge), que representa as operadoras de saúde suplementar no País, defende aumento de 10% nos valores dos planos, embora não acredite que o percentual seja aprovado pela Agência Nacional de Saúde (ANS). A ANS, reguladora das prestadoras, deve anunciar o reajuste em maio, após a proposta passar pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento.

[Coluna Gestão e Negócios] Abilio Diniz é o novo presidente do Conselho da BRF

As Irregularidades da Vale

A calçada em frente à sede da Vale, no centro da capital fluminense, foi ocupada nesta quarta-feira (17) por integrantes de várias organizações internacionais da sociedade civil. Os manifestantes denunciaram os impactos socioambientais, violações de direitos humanos e trabalhistas cometidos pela empresa, que é a segunda maior mineradora do mundo, presente em 38 países.

Governo aprova aquisição do frigorífico Bertin pela JBS

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, nesta quarta-feira (17), a aquisição do frigorífico Bertin pela JBS, mas exigiu monitoramento das condições do mercado. A incorporação do Bertin, anunciada em 2009, ajudou a transformar o frigorífico da família Batista na maior empresa produtora de carne bovina do mundo. Na época da aquisição, o Bertin era a segunda empresa de carne bovina do Brasil, atrás da JBS.

Cade aprova com restrições fusão Pão de Açúcar-Casas Bahia-Ponto Frio

A empresa terá que vender 74 lojas em 54 cidades do país em que foram verificados problemas concorrenciais no varejo de bens duráveis. Os ativos a serem vendidos representam faturamento anual de R$ 900 milhões, e nessas cidades o grupo chega a ter acima de 60% do mercado.

Abilio Diniz é o novo presidente do Conselho da BRF

O novo presidente do Conselho da BRF, Abilio Diniz, assume o cargo com a meta de expandir o crescimento e o processo de internacionalização da companhia, focando em segmentos de valor agregado.

BRF estuda construção de fábrica na China

A BRF vai avaliar e decidir no segundo semestre sobre a construção de uma fábrica na China, disse o diretor presidente da empresa, José Antonio Fay, em entrevista coletiva em São Paulo na qual o empresário Abilio Diniz foi apresentado como presidente do Conselho da empresa.

[Coluna Gestão e Negócios] Brasil é último colocado em ranking sobre pouco retorno dos impostos

Brasil é último colocado em ranking sobre pouco retorno dos impostos

Entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, Brasil é o que oferece o menor retorno em serviços públicos de qualidade à população, mostra pesquisa divulgada nesta terça-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (BPT) Esta é a quarta vez seguida que o país aparece no último lugar no ranking que relaciona volume de impostos à qualidade de vida.

País soma 264,05 milhões de celulares em março, diz Anatel

O Brasil encerrou março com 264,05 milhões de linhas ativas na telefonia móvel, o que representa um crescimento de 0,38% na base de assinantes na comparação com fevereiro. No mês passado, houve 1,01 milhão de novas habilitações.

Mudanças no Plim Plim

Carlos Henrique Schroder diretor geral da TV Globo, anunciou mudanças na gestão da empresa. Como forma de  administrar as diferentes atividades foi criada a Direção de Planejamento e Gestão, sob a qual ficarão as áreas de Recursos Humanos, Infra-estrutura, Patrimônio e Engenharia.

Queixas contra bancos sobem 57% no 1º trimestre deste ano, aponta Banco Central

As queixas mais comuns foram por débitos não autorizados em conta (1.003, aumento de 46%), cobrança irregular por serviços não contratados (624, alta de 26%) e prestação irregular do serviço conta salário (624, crescimento de 109%).

Santander puxa a lista

Entre os bancos com mais de 1 milhão de clientes, a instituição com mais reclamações no trimestre foi o Santander, que encabeçou a lista do BC em fevereiro e março, seguido pelo Banco do Brasil. No ranking de instituições com menos de 1 milhão de clientes, os mais reclamados foram BMG e Bonsucesso.

Empresários brasileiros estão menos confiantes na economia nacional

Os empresários brasileiros estão menos confiantes no rumo da economia nacional e consideram que as condições para os negócios no país pioraram, afirmou nesta terça-feira a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O órgão divulgou o chamado Índice de Confiança do Empresariado, que após ter chegado a 57,1 pontos há um mês se situou em 55,4 inteiros no início de abril.

Expectativa é de desaceleração da inflação de alimentos, diz FGV

A desaceleração da inflação de alimentos da primeira para a segunda quadrissemana de abril deve confirmar um movimento gradual neste sentido até o final do mês, puxando um recuo no Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), avalia o coordenador do indicador e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Paulo Picchetti. “O destaque é o grupo Alimentação, que está dando uma desacelerada e, na minha leitura, dá continuidade a essa trajetória para fechar o mês com o indicador perto de 0,50%”.

[Coluna Gestão e Negócios] Gol cria bônus em dinheiro para piloto que economizar combustível

Gol cria bônus em dinheiro para piloto que economizar combustível

A Gol implementou em 1º de janeiro um sistema de bonificação em dinheiro para pilotos que reduzirem o tempo dos voos e diminuírem atrasos, economizando combustível. A empresa teve prejuízo de R$ 1,5 bilhão em 2012.

Pilotos e comissários serão beneficiados

A bonificação será concedida após seis meses de avaliação. A cada mês que a meta é atingida, R$ 820 mil são guardados. Pilotos e comissários serão beneficiados.  A 1º bonificação será realizada em agosto.

A medida é polemica

A medida foi considerada polêmica por especialistas do setor, por acreditar que envolvem riscos à segurança. Já a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) diz entender que não há risco para os passageiros e que não tem competência para avaliar este tipo de política, vamos ver se os pilotos não irão voar na “bangela”.

Santander deve apresentar o pior resultado do setor

Na semana que vem tem início a divulgação dos resultados econômico-financeiros dos grandes bancos do país no primeiro trimestre de 2013, e a expectativa dos agentes financeiros não é das melhores, principalmente em relação ao Santander Brasil.

China cresce 7,7% no 1º trimestre de 2013

A economia chinesa cresceu 7,7% durante o primeiro trimestre do ano, dois décimos menos que no último de 2012, segundo informou nesta segunda-feira (15) o Escritório Nacional de Estatísticas do país (NBS). O resultado é menor do que o do quarto trimestre do ano passado, quando crescimento foi de 7,9% – o que, por sua vez, ficou superior ao do terceiro trimestre de 2012, que ficou em 7,4%.

Maracanã: o lucro que vai para a iniciativa privada

A privatização do Maracanã deverá dar um lucro de R$ 1,4 bilhão à empresa que assumir o controle do estádio pelos próximos 35 anos. Durante esse período, porém, o governo do Rio de Janeiro, dono do complexo esportivo, amargará uma perda de R$ 111 milhões por ceder o espaço à iniciativa privada.

Eike Batista paga mais a seus diretores

A OGX Petróleo e Gás Participações propõe elevar em 57% a remuneração dos diretores este ano, conforme documento arquivado nesta segunda-feira, 15, na Comissão de Valores Mobiliário (CVM). Os honorários, estabelecidos no ano passado em R$ 7,8 milhões, passam para R$ 12,3 milhões.