Você está na categoria Mundo Carreira

Pesquisa reafirma que fazer faculdade é investir em emprego

Formação superior reduz em mais de 50% o risco de ficar desempregado em relação ao ensino médio e fundamental

Durante a pandemia muitas coisas mudaram e outras serão modificadas quando terminar o isolamento social, especialmente no mercado de trabalho. Condições motivadoras de pesquisa sobre ensino superior e empregabilidade em tempos de pandemia realizada pelo Instituto Semesp. Após levantamento, cruzamento e análises de dados, a constatação, que é também reafirmação, mostra que fazer curso superior representa investimento na busca e manutenção de emprego. Leia Mais

Na Era dos Robôs, o diferencial é ser… humano

Cursos desenvolvem habilidades emocionais, as chamadas soft skills, para profissões eminentemente – e, espera-se, eternamente – humanas

O mercado de trabalho está em acelerada transformação. Segundo pesquisa da consultoria britânica Oxford Economics, em 2030 mais de 20 milhões de empregos no mundo serão ocupados por robôs. Mas, se para muitos a notícia pode parecer assustadora, saiba que há um lado bom neste processo: para quem estiver preparado, a Era dos Robôs pode esconder boas oportunidades. Leia Mais

Orientação vocacional: Você ainda não sabe o que estudar?

Por Liliana Diaz 

A Orientação vocacional geralmente é realizada por psicólogos, que através da pesquisa e análise de provas de interesses, aptidões e personalidade, apoia ao aluno no percurso acadêmico e profissional indicado, além de sugerir estratégias de autoconhecimento.

Mas qual é nossa vocação profissional? Este é um dos interrogantes que surge quando estamos por finalizar o ensino médio ou quando não começamos ainda uma formação de educação superior. Se não conhecemos nossa vocação, fica difícil saber qual caminho profissional devemos seguir.

Leia Mais

Frustração profissional: até quando vamos adoecer nas empresas?

É crescente o número de profissionais que procuram apoio para definir os próximos passos de carreira levados por um sentimento de frustração profissional. Sintomas como desânimo, desmotivação, falta de vontade de ir ao trabalho e o questionamento: o que eu estou fazendo com a minha vida e carreira? são cada vez mais frequentes.

Leia Mais

A gestão de pessoas é tão obvia que se torna complexa!

fagner

Resumo: Nos relacionarmos parece algo tão simples e fácil, só que não! Quando as relações humanas são compostas por ingredientes como interesse, vantagem, benefícios o cardápio fica requintado. Vem comigo praticar esta leitura. Fagner Gouveia informa: Apertem os cintos e boa viagem!

Em um ambiente de trabalho cercado de pessoas diferentes e repleto de possibilidades infinitas do relacionamento humano e das variáveis de trabalho que mais parecem a Leia Mais

Você sabe negociar?

Aperto De Mão, Reunião, Acordo, Mão

Assim como o poder do convencimento, saber negociar é uma estratégia difícil, onde poucos realizam com êxito no âmbito profissional. É preciso saber negociar não somente com os clientes, mas também com os superiores em momentos de decisões como, no aumento de salário, cargos, apresentação de projetos, vendas, entre diversas etapas para que o consenso de todos estejam em comum.

Contudo, muitos profissionais possuem dificuldade na hora de fechar negócio, e, diante disso, buscam aperfeiçoar suas técnicas, recorrendo a métodos especializados, como o curso de negociação, por exemplo, no qual aborda estratégias específicas com desenvolvimento de Leia Mais

Como mudar de profissão depois dos 40 anos?

Por redação Mundo Carreira

Mudança nunca é fácil, principalmente na área profissional e depois dos 40 anos. Quem já está no mercado há algum tempo sabe como é complicado construir uma carreira sólida, conquistar um bom salário e a tão almejada estabilidade. Mas a profissão que exerce hoje te deixa completamente satisfeito? Estudos indicam que, cada vez mais, homens e mulheres têm buscado mudar de profissão depois de certa idade… Será que vale a pena?

Uma das vantagens de mudar de carreira depois dos 40 anos é que, quando se faz o que realmente gosta, a possibilidade de acerto é maior. Aliás, é mais fácil ter sucesso exercendo uma atividade que motive e que dê orgulho, do que ficar “preso” a um emprego que considere entediante e seja encarado apenas como uma obrigação.

Porém, antes de buscar algo novo, é preciso que o profissional faça uma avaliação profunda sobre o que deseja conquistar, quais são os sonhos e o que é melhor a nível profissional, pessoal e até familiar. É importante considerar a segurança financeira conquistada e o que uma mudança de carreira poderia Leia Mais