Você está na categoria Inovação & Pesquisa

Employee Experience – o conceito de UX aplicado como ferramenta de gestão de pessoas

Por Melina Alves

Investir em inovação tem se tornado uma premissa para as empresas que buscam crescer ou até mesmo acompanhar as mudanças do mercado. O objetivo por trás desse movimento é se aperfeiçoar para entregar a melhor experiência para o consumidor, seja por meio de um produto ou serviço. Mas, o que não é tão claro é que por trás da inovação da entrega existe uma equipe que, a depender do clima organizacional, pode sofrer positiva ou negativamente, interferindo diretamente na produtividade e qualidade final. Sendo assim, apostar em estratégias de retenção de talentos e práticas que tenham por intuito melhorar o ambiente de trabalho tende a ser a chave de sucesso no século 21.  Leia Mais

Inovação, como usar

José Alberto de Castro

José Alberto de Castro

Por Alberto de Castro – sócio da Concema, empresa que atua nas áreas de consultoria, treinamento e auditoria

Vivemos um tempo atípico em que crise é a palavra de ordem. No Brasil, em particular, crise é o que não falta, parece até que há uma para cada habitante. Associado a esse “estado de coisa” veem as análises especializadas.

No quesito economia e mercado, na maioria das vezes, as análises apontam a inovação como solução para os problemas das empresas: “as organizações que sobreviverão serão aquelas capazes de inovar seu negócio”. Leia Mais

Como a Indústria 4.0 pode salvar a indústria brasileira?

industry-2496192__340

Por Alexandre Pierro

A pandemia do novo coronavírus está causando um verdadeiro estrago na indústria brasileira. Com boa parte do comércio de portas fechadas, a demanda pelos produtos despencou. Somado a isso, existe a grande dificuldade para conseguir insumos e matérias-primas nacionais e principalmente importadas devido às restrições logísticas e a alta do dólar. Muitas encaram ainda a dificuldade de conseguir capital de giro no sistema financeiro. Leia Mais

A start-up também desafia o advogado

Não basta aos advogados possuírem especializações pontuais em determinados assuntos jurídicos, mas é necessário também que alcancem boa compreensão da realidade negocial inovadora inerente à “start-up”.

Por Roberto Braga*

Em sua origem, “start-up” é palavra da língua inglesa que designa o “Ato ou processo de iniciar uma operação ou movimento” (American Heritage Dictionary of the English Language, 2011) e, segundo Markos Wonder (2015), remontar-se-ia ao ano de 1550.

Todavia, no contexto empresarial, com o sentido de empresa iniciante, parece que o vocábulo “start-up” foi utilizado pela primeira vez em um artigo publicado pela revista Forbes em agosto de 1976 e, no ano seguinte, outro famoso periódico americano, a revista Business Week, registrou que “An incubator for startup companies, especially in the fast-growth, high-technology fields” (Lebret, 2012). Leia Mais