Você está na categoria Artigos de José Alberto de Castro

Gestão Ambiental – Sistema Brasileiro de Meio Ambiente

Alberto_Foto_Curriculo2

Por José Alberto de Castro

As ações do estado brasileiro no âmbito do meio ambiente, como em vários países e de organismos como a ONU[1], datam da década de 1960.

A instrumentalização do estado brasileiro foi o primeiro passo para dotar o poder público dos meios necessários para o enfrentamento das questões ambientais (conhecer, analisar, deliberar e agir).

Um desses instrumentos é o conjunto de normas legais que dão a base de atuação do Estado sobre as questões ambientais, as quais estão subordinadas a norma jurídica geral do Brasil. Leia Mais

Gestão Ambiental – Ações da ONU sobre Meio Ambiente

Alberto de Castro

No exercício de sua função de organização de cooperação internacional, a ONU[1] a partir dos anos 1970 assume a coordenação e fomento de ações, com amplitude mundial, sobre o meio ambiente. A partir de então são realizados eventos e efetivados tratados sobre temas como: mudança climática, diversidade biológica, combate à desertificação e uso sustentável dos oceanos.

Imagem1 Artigo 2

Figura 1 : Símbolo da ONU e principais Congressos – montagem do autor.

Conferência de Estocolmo

Primeira Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, representa o ponto de partida para discussões sobre a temática do meio ambiente, realizada em 1972, em Estocolmo (Suécia), reuniu 113 países e 400 Organizações Não Governamentais (ONGs) de todo o mundo. Leia Mais

Gestão Ambiental – A Questão Ambiental no Planeta

Alberto_Foto_Curriculo2

Por Alberto de Castro

Nosso Propósito

O texto ora apresentado constitui o primeiro de um conjunto de artigos que trabalharemos ao longo dos próximos dias para mais que traçar uma linha de tempo, apresentar os conceitos da gestão ambiental (compromisso e responsabilidade ambiental, desenvolvimento sustentável, sustentabilidade, etc.) e as bases de um sistema de gestão ambiental segundo a metodologia aplica pela norma NBR ISO 14001.

Desejamos uma boa leitura e esperamos agregar valor aos seus conhecimentos no tema.

Leia Mais

Gestão da Qualidade – do Modelo Japonês à Série ISO 9000 Parte 8: A série ABNT NBR ISO 9000

Alberto_Foto_Curriculo2

Por Alberto de Castro

A série ISO 9000 formada por um conjunto de Normas que estabelece os requisitos para a implantação, manutenção e melhoria de um SGQ – Sistema de Gestão da Qualidade, constitui um sucedâneo ocidental do TQC – Total Quality Control, instituído pela JUSE[1] no Japão.

Estas Normas são editadas no Brasil pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas sob licença da ISO – International Organization for Standardization. Leia Mais

Gestão da Qualidade – do Modelo Japonês à Série ISO 9000 Parte 7: Padronização

Alberto_Foto_Curriculo2

Por José Alberto de Castro

Introdução e Conceito

Desde quando se concebeu os primeiros princípios da Qualidade Total aos dias atuais, os métodos gerenciais têm mudado e com eles as empresas e as organizações humanas de uma forma geral. Mudaram também as máquinas, a velha máquina de tear da revolução industrial foi substituída por máquinas microprocessadas, os velhos galpões industriais deu lugar as instalações climatizadas. O velho Ford 1927 fabricado artesanalmente cedeu lugar para o veículo com computador de bordo, bicombustível ou híbrido e fabricado por robôs. Leia Mais

Gestão da Qualidade – do Modelo Japonês à Série ISO 9000 Parte 6: MASP – Método de Análise e Solução de Problemas e Ciclo PDCA

Alberto_Foto_Curriculo2

Por José Alberto de Castro

Processo é um conjunto de atividades (meios ou causas) que a partir de insumos (entradas) geram um efeito (produto e/ou serviço).

Um mesmo processo pode gerar produtos e serviços que atendem aos requisitos da meta que os concebeu (ditos de boa qualidade), ou produtos e serviços que não atendem esta meta (ditos de má qualidade), neste caso temos um problema. Lembrando que problema é um resultado com o qual não estamos satisfeitos. Leia Mais

Gestão da Qualidade – do Modelo Japonês à Série ISO 9000 Parte 5: Ferramentas de Controle da Qualidade

Alberto_Foto_Curriculo2

Por Alberto de Castro

Segundo Ishikawa[1], a primeira coisa a ser feita em um negócio é procurar pelos fatos, e a segunda coisa a fazer é transformar estes fatos em dados.

O TQC é um método gerencial que trabalha com fatos e dados, ocorre que ter dados corretos, confiáveis e na hora certa nem sempre é possível e pode custar caro.

A solução para estas questões é transformar nossos executores em bons coletores de dados, pois sem dados precisos não adianta planejar ações, visto que os resultados estarão sempre fora da realidade. Leia Mais