Por Que eu Devo me Adaptar à Pandemia?

Julio Cesar S Santos

Recursos on-line ganham destaque nas instituições de ensino e no mercado de trabalho

Por Julio Cesar S. Santos – Professor, Jornalista, Palestrante e Escritor.

O ano de 2020 foi marcado pelo início da pandemia, causada pela COVID-19. Mas, com o número de infectados aumentando, viu-se a necessidade de iniciar um distanciamento social, a fim de combater a propagação do vírus.
Essas determinações de prevenção seguem valendo até hoje, sendo proibido aglomerações e indispensável o uso de máscaras e álcool em gel.

Dessa forma, trabalhos e procedimentos passaram a ser feitos de forma remota. Universidades presenciais e até escolas de nível básico e fundamental tiveram que aderir ao ensino a distância. O mercado passou a exigir profissionais com capacidades para trabalhar em casa. Por esse motivo, quem não tinha facilidade com a tecnologia precisou aprender para não perder espaço nas empresas.

Com o home office o trabalho é feito em casa, otimizando o tempo, sem correr riscos, ajudando a empresa e outras pessoas, uma alternativa que continua sendo usada pelas empresas até hoje.

O IMPACTO DA PANDEMIA NA EDUCAÇÃO

Na educação, podemos destacar dois públicos que sofreram impactos com a pandemia. De um lado, estão os profissionais e instituições de ensino, sendo eles: professores, tutores, orientadores, mentores, escolas, universidades, dentre outras. E, do outro lado estão aqueles que estão em processo de aprendizagem; ou seja, os estudantes.

Ambos os lados tiveram que se adaptar rapidamente às mudanças. Para quem ensina, uma câmera se tornou uma ferramenta indispensável na produção de uma aula e, para quem precisa receber e assistir o conteúdo produzido pelo professor, é necessário ter um computador – ou até um smartphone se tornou essencial.

Em 2020, vimos o ensino a distância – EAD- ganhar força. Até o governo, que se mostrava resistente em aceitar o EAD na educação de base e no fundamental, viu a necessidade da implantação de um sistema de educação on-line. No ensino superior, os números de matrículas em EAD já eram maiores que em cursos presenciais em 2019.

Mas, com a pandemia, até instituições que ofertavam apenas o ensino presencial, tiveram que aderir ao ensino a distância para continuar atuando.

“Econômica, conveniente, enriquecedora e inclusiva, a EAD, com milhares de educadores brasileiros já experientes com sua produção e operação é, sem dúvida, solução eficaz para reduzir os aspectos mais negativos de um distanciamento social obrigatório”. Disse Fredric Michael Litto, Presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância-ABED.

A TECNOLOGIA AO NOSSO FAVOR

A imprensa mundial aponta a educação a distância como alternativa e meio para que escolas e universidades possam continuar a desempenhar seu trabalho por meio das tecnologias.

Vários veículos, tanto do Brasil como de fora do país, vêm mostrando a necessidade, agora em especial, em se adequar a realidade que estamos enfrentando. Não temos certeza de quando as coisas voltarão ao normal, mas sabemos que muitas mudanças vieram para ficar.

Temos a tecnologia ao nosso favor e devemos aproveitar todas as oportunidades possíveis para aprender em meio ao isolamento e, assim, garantir o nosso espaço no mercado de trabalho. Diante disso, cabe a seguinte afirmativa: “Não são as espécies mais fortes que sobrevivem, nem as mais inteligentes, e sim as mais suscetíveis a mudanças. ” – Charles Darwin.

https://jcsssc.wixsite.com/website

https://www.instagram.com/poloeducacionaldomeier/

Comments are closed.