Luto nas empresas: como elas devem lidar com a morte

Nesta pandemia, líderes e empresas pensam minimamente, em como abordar os cuidados com o luto nas organizações. A morte é um dos desafios para muitos RHs, e ainda, um fato ignorado por muitas companhias, e de certa maneira, influencia na forma como os colaboradores de qualquer organização aproveitam o seu tempo.

Lidar com perdas, em geral, não é algo fácil, sobretudo quando o assunto é morte. Existem algumas formas que podem auxiliar as empresas a cumprir com essa obrigação e com esse gesto de humanidade. A empatia é a palavra principal nesse momento. Para a sócia-diretora da Vivaz Soluções RH, Maria Souza, não existe uma regra específica para lidar com a perda, mas a melhor forma de enfrentá-la no trabalho é aceitar sua existência.

“É relevante que a empresa respeite esse momento e de acolher o colaborador afetado pela perda de um ente querido. O tema deve estar em pauta na gestão de recursos humanos com ações e políticas relacionadas aos cuidados com os colaboradores que, em algum momento, possam enfrentar a dor da perda de um ente próximo”, argumenta Maria Souza.

O luto se tornou algo constante na vida das pessoas. A pandemia de Covid-19 afetou uma parcela considerável de pessoas do mundo e vitimou centenas de milhares de vítimas. Inclusa neste processo o sentimento constante de medos e incertezas, como também, o futuro dos familiares e amigos dentro e fora da empresa.

“As empresas, não somente as grandes e de médio porte, precisam estar preparadas e com profissionais para acompanhamento, como psicólogo, psiquiatra, terapeuta ocupacional, mecanismos de retomada ao ambiente de trabalho e sua saúde mental, principalmente. Estamos numa roleta apenas de perdas e livramentos, momento este de continuar na prevenção e cuidados consigo e ao próximo”, completa Maria.

Essas situações aumentaram a necessidade de se falar sobre o luto, a perda, a dor e a morte. O assunto deve ser levantado para que haja a proteção e promoção da saúde mental dos colaboradores. É obrigação da empresa a promoção do bem-estar dos seus colaboradores e um ambiente confortável e digno de trabalho e isso inclui saber lidar com o funcionário de luto.

 Fonte: Vicente Araújo – Jornalista Profissional

Comments are closed.