Importância dos cursos de empreendedorismo para o pós-covid

Importância dos cursos de empreendedorismo para o pós-covid

Entenda como os cursos de empreendedorismo podem auxiliar na retomada da economia

Por Cursos 24Horas 

Em sua essência, como explica Joseph Schumpeter, o empreendedorismo é a percepção e o aproveitamento das novas oportunidades no âmbito dos negócios.

Os cursos de empreendedorismo auxiliam a despertar em seus alunos tanto as características pessoais relevantes para este tipo de atuação no mercado – como autoconfiança, liderança e resiliência -, quanto características profissionais – como estruturação de planos de negócio e problemas.

Se engana quem pensa que o empreendedorismo é uma prática recente. Há indícios deste modelo de negócio já no século XVII, no início da industrialização da economia e do comércio. Chegando ao Brasil após a promoção da política neoliberal nos anos 90 e o aumento da competitividade.

Atualmente, segundo dados do SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, são criados mais de 1,2 milhão de novos empreendimentos formais a cada ano, sendo 99% destes: micro e pequenas empresas, e empreendedores individuais.

O empreendedorismo brasileiro na pandemia

A importância de cursos de empreendedorismo para os momentos seguintes à pandemia se dá para o preparo da volta aos negócios com estabilidade, confiança e conhecimentos práticos.

É preciso entender o ambiente atual, as previsões de mercado, quais são as áreas de atuação mais promissoras e como participar da retomada da economia com expressão e conhecimento de mercado.

Em 2020, o Brasil registrou o maior número de empreendedores da história e a tendência é que esta porcentagem se mantenha para os próximos anos.

Crises impulsionam a criatividade, inovação e estímulos econômicos para a geração de emprego, solução de problemas financeiros e a recuperação da segurança.

O SEBRAE ainda estima que até 25% da população brasileira estará envolvida na abertura de um novo negócio ou ligados a empresas que possuam até 5 anos de existência no mercado.

Estes dados demonstram a profunda relevância no investimento de cursos de empreendedorismo para a participação ativa da retomada.

Tipos de empreendedorismos

  • Franqueado
    O empreendedor que opta por este tipo de negócio é aquele que consegue entrar em sistemas de franquia, abrindo uma loja, restaurante ou negócio que já existe no mercado.
  • Neste sistema de empreendedorismo, o dono oficial da rede vende os direitos de uso da sua marca para o empreendedor. Além da patente, dos conhecimentos, do modelo de gestão e da tecnologia.
  • Social
    Neste tipo de empreendedorismo, o empreendedor está preocupado com a atuação e o impacto social do seu negócio. Buscando criar soluções que melhorem a qualidade de vida das pessoas em questões como a saúde, educação, meio ambiente ou moradia.
  • O empreendedorismo social é um exemplo de como os negócios podem ser agentes de transformação.
  • Corporativo
    Também chamado de intraempreendedorismo, este tipo de negócio é criado dentro de empresas que já existem no mercado.
  • Você sabia que o Gmail é um exemplo de intraempreendedorismo do Google? Esta forma de empreendedorismo utiliza da criatividade e da inovação dos funcionários para evoluir e criar novos negócios.
  • Individual
  • Um dos tipos mais comuns de empreendedorismo. O individual é aquele que uma pessoa se torna um microempreendedor com o objetivo de investir na sua própria carreira ou profissão.
  • Normalmente utilizado por cabeleireiros, freelancers, pedreiros e pintores, por exemplo. O que acontece é que o profissional se torna uma pequena empresa, não podendo ter mais de um funcionário e podendo emitir notas fiscais.
  • Cooperado
    O empreendedorismo cooperado é aquele modelo de negócio em que pessoas associadas com os mesmos interesses se vinculam.
  • Aqui, a manutenção financeira do empreendimento é feita a partir de contribuições mensais desses associados, usando suas economias para fortalecer as atividades e investir em melhoramentos e/ou infraestrutura para a comunidade em que o empreendedor cooperado quer atingir positivamente.
  • Público
    O empreendedorismo público é, como o próprio nome sugere, um tipo de iniciativa que parte do Estado.
  • São criadas instituições ou fundações, que têm como propósito principal promover o desenvolvimento social, econômico ou ambiental do País, Estado ou Cidade. O Ibama, a Fiocruz e o INSS são exemplos de empreendedorismo público.
  • Digital
    O empreendedorismo digital já é o tipo de negócio que mais cresce no Brasil e no mundo.
  • O comércio eletrônico brasileiro cresceu 56,8% só nos cinco primeiros meses de 2020, fazendo com que o mercado digital se torne cada vez mais competitivo, dinâmico, abrangente e essencial para a recuperação econômica nos primeiros momentos após as restrições da pandemia.
  • Informal
    O empreendedor informal também teve uma alta expressiva desde o início da pandemia.
  • Exemplos deste tipo de trabalho são os famosos vendedores ambulantes, os motoristas de aplicativos e os entregadores de delivery.

O Brasil conta com ao menos 38 milhões de pessoas nesta categoria de empreendedorismo. Trabalhadores informais não possuem vínculos ou direitos trabalhistas, o que faz com que a atuação seja, muitas vezes, insegura e com menor credibilidade no mercado.

Cursos de empreendedorismo

O Cursos 24 horas oferece a profissionais e pessoas interessadas de todo o território nacional mais de 60 horas de conteúdo exclusivo do curso de empreendedorismo.

Com vídeo aulas, apostilas, professores qualificados e a disponibilização do certificado de conclusão de curso enviado para a residência do aluno sem custos adicionais, a plataforma baseia seu conteúdo em quatro unidades principais:

Abordagem Inicial;

Sonhos transformados em oportunidades;
Desenvolvendo o Plano de Negócios;
Iniciando um negócio.
Dentro destas unidades, serão abordados assuntos de profunda importância para dar início a negócios próprios, como:

Nichos de mercado;

Tipos de empreendedores;
Estrutura de um plano de negócio;
Como manter este negócio atualizado;
Tipos de empresas;
Incidência de tributos sobre o empreendimento;
Causas de insucessos nos negócios;
Como evitar problemas no dia a dia do empreendedor.

Comments are closed.