Como resolver mal entendidos e resgatar bons relacionamentos?

Por Noscilene Santos, Coach Internacional e palestrante

Em nosso convívio, seja ambiente de trabalho ou familiar, algumas vezes, ocorrem discussões calorosas, cada um defende o seu ponto de vista sem ao menos ouvir o que o outro diz. Isto provoca tensão e, mesmo quando se chega a conclusão, percebe-se que uma das partes abriu mão de suas crenças para fazer valer as crenças  da outra pessoa. É o jogo do “perde-ganha”.

Em situações dessa natureza como você reage? Por acaso fica se remoendo, pensando que deveria ter dito isto ou aquilo, julgando as atitudes da outra pessoa, enquanto a carga emocional arrebenta o seu peito?

É o que acontece com a maioria das pessoas, pois as emoções e os sentimentos interferem na analise dos fatos como realmente são, provocam raiva, culpa e ressentimentos. Costumamos interpretar e avaliar as reações das outras pessoas em vez de descrever a situação tal qual ocorreu e entender a intenção por trás da ação. Ao agirmos dessa forma criamos alucinações, imaginamos razões que, muitas vezes, se quer passaram pela cabeça da outra pessoa.

O segredo de relacionar-se bem está na capacidade de se posicionar no lugar da outra pessoa, compreender seus sentimentos e motivos que desencadearam o conflito, sem julgar. Conseguir observar a situação a partir de  posição neutra, isenta de qualquer emoção e agir como o consultor que, após  analisar os fatos, é capaz de encontrar soluções para dissolverem mal entendidos ou propor novas estratégias de mudanças que garantam  resultados diferentes.

É útil livrar-se da raiva, ressentimentos e culpas para viver em harmonia, isto não significa fazer de conta que nada tenha acontecido, significa, sim, compreender a intenção por trás da ação, assim, irá  se sentir confortável, acalmará o diálogo interno e com isto conseguirá desfrutar o momento presente com mais vitalidade e criatividade.

Este padrão é conhecido em PNL-Programação Neurolinguistica como “As três posições perceptuais”, uma das mais importantes técnicas, em meu modo de ver, para solucionar problemas de relacionamentos. São denominadas: 1ª posição – “Eu sou”; 2ª posição –  a “outra pessoa” e 3ª posição – “neutra”.

Na 1ª posição a pessoa se associa ao contexto, coloca-se inteiramente presente, vivencia sentimentos e emoções como se pudesse voltar no tempo.

Na 2ª posição vai ocupar o lugar da outra pessoa, sua postura, respiração, tom de voz, gestos. Sentir o que ela sente, ver o que ela vê e ouvir o que ela ouve. Assim, será capaz de compreender a intenção por trás da ação.

Na 3ª posição deverá agir como consultor, isento de emoções para analisar os fatos e propor solução. Não há julgamentos, veja, ouça e sinta claramente e de forma limpa. O consultor compreende as partes com imparcialidade.

A efetividade desta técnica está na prática, em vez de deixar-se dominar pela raiva e poluir sua mente com diálogos internos intermináveis, experimente aplicar as três posições perceptuais e equilibre o seu estado emocional. Com isto abrirá mais espaço para construir relacionamentos saudáveis na empresa, em família e entre amigos.

Pessoas sábias perguntam o que a outra pessoa quis dizer especificamente. Pessoas comuns guardam rancores. Qual é a sua escolha?

Fonte:www.artigonal.com.br

Comments are closed.