70% dos executivos acreditam que modelos híbridos de gestão permanecerão no longo prazo

Pesquisa realizada pela Olivia com líderes de 7 países da América Latina e EUA revela projeções em transformação cultural pós-Covid nas empresas

1

Uma pesquisa realizada pela Olivia – consultoria especializada em promover processos de transformação nas organizações, com pessoas no centro das mudanças – revela que 70% dos executivos acreditam que modelos flexíveis de gestão permanecerão no longo prazo. O estudo foi realizado com executivos da Argentina, Chile, Brasil, Colômbia e Peru no final de 2020. A análise foi realizada em meio à crise mundial provocada pelo novo coronavírus, tornando possível coletar dados não somente a respeito das mudanças operacionais com os diversos meios digitais, mas também sobre o impacto na maneira como as pessoas trabalham.

A pesquisa também revela que embora os executivos identifiquem as mudanças mais de curto prazo em seus modelos organizacionais, as mudanças relativas à transformação cultural serão mais lentas. Neste sentido, 70% deles espera desenvolver modelos mais flexíveis e de mudança mais permanentes, mas somente 30% espera instalar estruturas mais planas e menos hierárquicas como modelo de gestão. Com relação ao impacto da transformação digital, para 92% dos entrevistados, a transformação digital será acelerada, em razão dos efeitos da crise do novo coronavírus, o que traz à tona inúmeros desafios organizacionais e tecnológicos a serem trabalhados tanto para clientes como colaboradores.

“Não colocar as pessoas e colaboradores no centro das mudanças pode significar uma enorme dificuldade para redesenhar nossas empresas para um mundo posterior a essa enorme crise”, sinaliza Reynaldo Naves, Sócio e Country Manager da Olivia Brasil. O sócio da Olivia complementa que as pessoas são o centro de qualquer transformação, seja ela digital ou cultural, pois as mudanças serão sustentadas pela congruência e sincronismo de  comportamentos, habilidades, processos chegando até modelos de trabalho e  tecnologias aplicadas.

Quando questionados a respeito das mudanças organizacionais e hierárquicas, 70% dos executivos esperam o desenvolvimento de modelos flexíveis de trabalho, que permanecerão a longo prazo, enquanto para 30% as mudanças serão planas e menos hierárquicas. “A crise sanitária e econômica causada pela pandemia de Covid-19 trouxe a urgência de diversas adaptações para as empresas, e esses dados demonstram que a maioria dos executivos enxerga a necessidade de transformação, bem como a perpetuação dessas mudanças ao longo do tempo”, comenta Naves.

 Em matéria cultural, para 70% dos altos executivos das empresas, a colaboração é fundamental para o desenvolvimento transversal de suas companhias. “Foi evidenciado que a comunicação efetiva, trabalho por objetivos, flexibilidade e liderança são essenciais e ajudam na colaboração”, sinaliza  Guido Olomudzski, Arquiteto de Soluções da Olivia Brasil. A pesquisa revelou ainda que os CEOs também esperam que os colaboradores C-level sejam ágeis em tomadas de decisão e integrem práticas digitais e modelos mistos de trabalho.

“É necessário que os executivos desenvolvam uma visão mais sistêmica, na qual as transformações são realizadas tendo em vista diversos pilares como cultura, inovação, gestão e tecnologia”, sinaliza Naves.  Para o especialista, com os dados coletados, foi possível identificar que atualmente, a transformação digital é mais do que nunca um pilar para transformação cultural nas organizações, porém outros itens são essenciais nesse processo, como colaboração, agilidade, e novos modelos de trabalho híbrido.

 Sobre Olivia

Olivia é uma empresa de consultoria focada em processos de transformação organizacional, com foco nas pessoas. Construída a partir de sua metodologia exclusiva e orientada pelos pilares da inovação e diferenciação por meio da cultura, a Olivia realiza projetos de alta complexidade em empresas líderes nos seus segmentos de atuação, em toda a América Latina. A empresa conta com mais de 150 profissionais especializados em diferentes áreas de conhecimento em 8 países, além de grande capacidade de entrega aos clientes e paixão pelo que fazem. Os projetos assumidos pela Olivia são liderados por seus sócios e propõem um relacionamento direto e próximo com o cliente, fator estratégico para os resultados desejados para suas organizações. Para mais informações, visite www.olivia-la.com

Fonte: Greyce Rodrigues- Missão Comunicação

Comments are closed.