Você sabe fazer Networking?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Nos dias de hoje é importantíssimo melhorar sua imagem e seu perfil

A tecnologia anda a passos largos e vivemos tempos líquidos, isso já não é novidade para praticamente ninguém. Parceria homem com máquina (simbiótico), Sociedade 5.0, smarty city (cidade inteligente), machine learning (aprendizado de máquina) ou inteligência artificial (IA), já fazem parte do cotidiano de muitas pessoas. Para quem quer fazer um Networking

mais assertivo, não importa qual seja o objetivo, empreender ou conseguir emprego, o ponto principal é o relacionamento com pessoas, e fazer conexões com tecnologia, reflexões, insights, principalmente mudar o mindset. Com a IA escolhendo conteúdo dentro das redes sociais, a tendência é que uma parcela das pessoas acabe vivendo dentro de uma bolha. Visto que os algoritmos leem seus dados e lhe mostram conteúdos (anúncios) em sua timeline do Facebook, por exemplo.

Conhecer pessoas influentes, e conquistá-las, só depende de você e da forma que você se apresenta. Leila Duarte que é Administradora, MBA em Gerenciamento de Projetos e Especialista Lean Six Sigma, fala que tudo na vida é questão de relacionamento e que demora para ser construído e exige foco e paciência. “Já ouviu falar da política da boa vizinhança? Desde criança fazemos Networking, mas, na época, não tinha esse nome bonito. Quando precisávamos de um salgado de festa de última hora? Corria na casa de fulana, que fazia o melhor salgado do bairro. Um ajuste na calça? Fala com a sicrana, perto do mercado, a melhor costureira do bairro. Elas faziam Networking porque tinham admiração, elas eram ótimas no que faziam, simpáticas e cordiais, mas não sabiam” comenta.

Para se ter êxito na missão e no final atingir o objetivo é preciso planejamento, observação, estudar os melhores ângulos. É necessário a análise completa das situações e dos cenários. “Devemos construir laços com as pessoas e não apenas números de conexões. São suas atividades dentro da rede, que mostrarão como você é visto pelas pessoas. Você é único. Não é porque está na rede profissional como o Linkedin que vai se portar de um jeito, e em outras redes sociais mais pessoais se portar de outro. Claro, essas redes têm público alvo diferentes entre elas. Cabe usar o filtro. Seu chefe pode não ser seu “amigo de face”, mas, pode chegar até ele o que você postou. Cuidado redobrado com o que postar ou comentar. Isso pode custar seu emprego ou um futuro parceiro de negócio. Leva tempo para construir uma imagem e reputação, mas, em fração de segundos, por um ato não pensado pode perder tudo o que levou anos para construir.” afirma Leila, que através do Linkedin publica artigos com assuntos voltados a RH

Por isso é necessário conhecer seu público, interagir com a rede e ir além do joinha. “Gere conteúdo de valor, compartilhe notícias relevantes para sua audiência. Seja cordial com quem enviar pedido de conexão, agradeça quem aceitar seu convite, se interesse pelas pessoas de verdade. Não utilize apenas frases prontas que o sistema lhe oferece para facilitar sua comunicação. Crie afinidade com a pessoa, siga, comente, curta. Mostre seu valor. Siga as pessoas que você admira na rede, empresas, revistas, jornais. Cerque-se de gente boa. Se você é empreendedor intercale post do seu produto com notícias, por exemplo, para não ficar muito cansativo para sua audiência. Assim manterá engajamento da rede.

Produza conteúdo próprio, isso ajudará a desenvolver suas habilidades e talentos. Por último, mas, não menos importante: Saia da rede virtual e convide para almoçar, tomar café para ter aquele contato olho no olho, estreitar os laços, pois Networking é feito de pessoas para pessoas e não para as máquinas.” finaliza Leila Duarte.

Serviço: Leila Duarte – 

Email: leiladot@hotmail.com

Fone: (41) 99936-7052

https://br.linkedin.com/in/leila-duarte

Fonte: Toda Comunicação

 

 

Deixe uma resposta