VASO DE FLORES E ROSAS

Delano
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Carlos Delano Rebouças
 
Acredita-se que quando se vê uma casa às escuras, com suas janelas e portas sempre fechadas, mesmo sendo habitada, pode ser um sinal de que ali têm moradores merecedores de uma atenção especial.

Voltemos à origem da vida. Somos concebidos e passamos longos nove meses no ventre de nossas mães a espera do dia de virmos ao mundo. Expectativas de todas as partes – pais, parentes, amigos, vizinhos – aliás, de todos que acompanharam todo o processo vivido, e, principalmente, do bebê, que não ver a hora de abrir seus olhinhos e enxergar o mundo que lhe foi oferecido, absolutamente. Assim nascemos para a vida em plena liberdade.
 
Essa tal liberdade, tão almejada, em muitos casos, é castrada pelas mais diferentes razões. Questões de justiça, por exemplo, quando se comete algum crime e que deve cumprir a pena atribuída, ou de doença, também, refém de um leito de hospital, podem restringir o direito de socialização de muita gente. Leva a se conduzir uma vida de forma restrita, fechada, sem aproveitar o mundo e suas belezas como foi sonhado.
 
Contudo, nem sempre uma prisão ou um hospital significam os calabouços de tantas pessoas que evitam o mundo, as pessoas e as relações. Muita gente tem aparentemente toda a liberdade que Deus lhe deu, desde seu nascimento; muitos, jamais, entraram numa delegacia, quiçá numa penitenciária, para fazer sequer uma visita, mas preferem se fechar para a vida, para o mundo, passando a viver o seu mundo, maquiado com um vaso de flores e rosas na frente de sua casa, fechada, querendo respirar, como a sua vida.
 
Esse vaso de flores e rosas pode não exalar o cheiro da liberdade. Tem até quem prefira as flores de plástico, porque não morrem, não é Titãs? Mas ninguém nega que são belas, mesmo que sincronicamente não permitam que sua beleza seja admirada, por se fecharem, ou, quem sabe, por murcharem antes do tempo, pela falta de alegria de viver. 
 
Ornamente a sua vida com prazer, e que tenha o mesmo para viver. A felicidade e o prazer pela vida têm seus estímulos de dentro para fora, também de sua casa, confirmando-se no vaso de flores e rosas no seu jardim. Abra-se para a vida, permita-se. Encha o seu peito de ar, purifique-se. Respire profundamente e estampe um belo sorriso no rosto, sempre. Jamais deixe que as flores e as rosas que colocaste no vaso, no seu jardim, murchem com a sua vida. Elas não são de plástico.
 
Ilumine-se, sempre, com a luz que lhe foi dada quando nasceste para o mundo de todos nós, na certeza que chegaste para ser feliz, e que, em nenhum momento e por hipótese alguma, deixará de regar com entusiasmo o jardim de sua vida.

Carlos Delano Rebouças Pinheiro é Palestrante e Facilitador, Especialista em Educação Especial Inclusiva, Professor de Língua Portuguesa, formado pela Universidade Estadual do Ceará, Revisor e Produtor de Textos; criador e administrador do Blog Eterno Aprendiz (www.pdelano.blogspot.com.br), voltado para a edificação humana e profissional. Carlos Delano atua também na inserção de jovens no mercado de trabalho.

Novo Delano 300

texto aqui

Deixe uma resposta