Tag Archive for empreendedorismo

Especialista em Marketing Digital dá dicas para vender mais através das Redes Sociais

Felipe Martins

Conhecido no Instagram como @felipe.marketing, o especialista em Marketing Digital, Felipe Martins, é dono da agência Sucesso na Rede e, com frequência,  dá inúmeras dicas para quem deseja conquistar autoridade online por meio das redes sociais:

Como utilizar os Stories para engajar seus seguidores e vender?

“Nos STORIES, deve-se publicar uma sequência de vídeos ou fotos que guie a audiência através da mensagem que se deseja passar, fazendo uso de uma boa narrativa. Mostrar o cotidiano e aquilo que te inspira é fundamental. Leia Mais

Empresário lista os principais erros de planejamento para quem está em busca de negócio próprio

Henrique Mol do Grupo Encontre Sua Franquia fala o que deve ser evitado no empreendimento nos anos iniciais para não fechar as portas, principalmente as pequenas empresas

Henrique Mol é um empresário nato com visão para os negócios. Hoje ele está à frente da presidência do Grupo Encontre Sua Franquia, detentora das redes Encontre Sua Viagem, SUAV Beleza e Estética, Fórmula Pizzaria, Quisto Corretora de Seguros, Acquazero, além da Zaplus (distribuidora focada em abastecer as unidades franqueadas do grupo), mas para alcançar o sucesso ele enfrentou a amargura de ter um negócio fracassado. Leia Mais

A Arte de Empreender com Sucesso

Eugênio Sales

Eugênio Sales Queiroz

Com a retomada da economia o Brasil volta a um novo patamar de crescimento e a partir de agora os empreendedores de plantão terão novas oportunidades de gerar lucros melhores para seus negócios.

É bom lembrar que o jeitinho brasileiro de administrar já era, já foi.

O momento agora é para empreendedores profissionais, ou seja, empreendedores que sabem o que querer e fazem a diferença no seu ramo de atuação. Leia Mais

Não deixe a zona de conforto te impedir de conquistar seu negócio próprio

Por Marcelo Salomão*

É muito comum vermos pessoas protelando o sonho de serem donas do seu próprio negócio. Geralmente, o medo de abandonar o atual emprego e perder o salário garantido todo mês se esbarra ao comodismo gerado pela zona de conforto. Vejo que muitas vezes são pessoas incríveis, com ideias realmente inovadoras, mas que por receio, deixa o projeto no papel e perdem uma vida de sucesso e felicidade profissional. Leia Mais

Para se tornar unicórnio, startups devem ter como foco a experiência do usuário

1A previsão é que a experiência do consumidor seja o principal diferencial competitivo de mercado no próximo ano.

Sobreviver ao primeiro ano de negócio não é fácil, ainda mais em um mercado em constante evolução, como o das Startups. Atualmente são mais de 12 mil espalhadas por todos os estados do Brasil, segundo dados da Abstartups – Associação Brasileira de Startups. E, apesar do cenário promissor, muitas delas serão encerradas. Um estudo divulgado pelo Sebrae, em conjunto com Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, cerca de 30% das startups fecharam só em 2018.

Leia Mais

O empreendedor brasileiro

thought-2123970__340Algumas características não podem faltar para conquistar seu espaço

O empreendedor brasileiro costuma carregar as mesmas características no mundo corporativo. É possível descrever isso como o “tipo de empreendedorismo brasileiro”.

Empreender é algo cada vez mais comum, dada a situação atual do nosso país. Cada profissional que se encontra desempregado precisa atuar de maneira autônoma para se manter. Muitas vezes, surgem idéias brilhantes em momentos ruins, e com algumas atitudes, o sucesso pode estar no fim do caminho. Leia Mais

Como adquirir experiência nos primeiros anos de carreira

welli

Por Wellington Moreira

Uma pergunta que muitos profissionais jovens costumam me fazer é: “Como vou adquirir experiência se ninguém me dá uma chance?” Mas a grande verdade é que, a não ser que contemos com a sorte de algum benemérito facilitar as coisas, a responsabilidade por garimpar espaço no mercado é inteiramente nossa.

Anos atrás, experiência era sinônimo de carteira assinada. Qualquer trabalhador que não conseguisse comprovar no papel pelo menos dois anos de atuação em sua área de interesse era considerado inapto; afinal, as pessoas só aprendiam a “trabalhar de verdade” ao permanecerem algum tempo em uma empresa. Leia Mais