Retenção de talentos, um diferencial competitivo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ana Alice Limongi, diretora de desenvolvimento humano e organizacional da Neo

Por Ana Alice Limongi, Diretora de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Neo

Reter talentos é muito mais do que manter os funcionários na empresa. Trata-se de um diferencial competitivo, que requer um conjunto de estratégias, políticas e práticas para engajar a equipe com os objetivos da empresa.

Tendo em vista que o mercado está cada vez mais competitivo, contar com os melhores profissionais pode ser determinante para manter um bom desempenho e alcançar a relevância frente ao público. E, de quebra, garantir mais lucratividade. Mas, selecionar e contratar um colaborador competente é, tão somente, o primeiro passo de um processo contínuo de motivação e retenção. E, para ter sucesso, é preciso compreender que o capital humano é o principal ativo da empresa, por mais que esta esteja transformada digitalmente. Esse é um dos principais desafios de quem lida com Recursos Humanos atualmente – costumo dizer que manter os funcionários motivados exige não só um planejamento estratégico, como também ações pontuais que vão muito além de um bom conjunto de benefícios.

Vivemos um momento no qual as empresas passam constantemente por processos de troca de colaboradores. E se você consegue manter um talento por anos, parabéns! Pode comemorar.

Resultados acima da média estão intimamente ligados a um alto nível de satisfação. Mas, o que motiva um talento a “querer fazer” e dar o seu melhor? Bom, isso varia de pessoa para pessoa, mas lideranças inspiradoras, boa comunicação, expectativas de crescimento, idoneidade da empresa, metas e desafios e, por fim, o reconhecimento pessoal e financeiro são apenas alguns dos fatores que vão encorajar o profissional a se aperfeiçoar continuamente para atingir os objetivos que você traçou.

É natural supor que, se o time de uma empresa é formado por pessoas alinhadas aos seus valores e que apresentam alta performance, sua organização vai, naturalmente, crescer. Apesar de todas as empresas colocarem a importância na retenção de talentos como prioridade, muita gente não sabe qual caminho deve seguir. Digo, por experiência, que reter talentos não é fácil, e manter a motivação em dia requer muita disposição. Estimular uma pessoa pode ser uma tarefa árdua e bem desafiadora.

Trago uma reflexão: será que você e a sua empresa vêm tomando as decisões certas? Quais as estratégias e metodologias que você adotou para manter a motivação e o alinhamento com os objetivos da equipe? Qual foi a última vez que você deu um feedback ou agradeceu seu colaborador por ter executado um belo trabalho? Você alguma vez já investiu em treinamento? Se ainda não pensou nisso, saiba que o conceito de educação continuada pode ser uma boa maneira de demonstrar que você acredita no potencial de seus funcionários e que investe em suas carreiras. O movimento é justificado por uma pesquisa realizada pela Deloitte, que apontou que apenas 28% dos colaboradores sentem que as empresas aproveitam todas as suas capacidades, e que entre as razões mais comuns que fazem as pessoas pedirem demissão está a falta de treinamento.

Reter um talento no mercado atual, ainda mais em um cenário de pandemia, é como encontrar um tesouro. Em outras palavras, conseguir manter-se à frente nessa incessante corrida por resultados satisfatórios é uma questão de sobrevivência.

Fonte: Midiaria.com

 

Comments are closed.