Quando a promissória vence na Páscoa, a quaresma é curta

Ivan Postigo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ivan Postigo

Não seremos eternos, portanto a realização de sonhos e planos não podem esperar séculos! A vida sempre pede um pouco de pressa.

Não precisamos viver como se a vida terminasse amanhã, mas se tratarmos os assuntos como se o limite fosse depois de amanhã, certamente nossos feitos serão enormes. Garanto!

Vivemos em um país acostumado a desperdiçar décadas.

Pessoas com mais de 30 anos ainda não sabem o que querem da vida, muitos ainda recebem apoio dos pais e nas casas destes vivem. Pais que ajudam, mas se lamentam da falta de energia dos filhos.

Necessidade e a urgência nos colocam em movimento.

No nosso trabalho, se metas não forem estabelecidas, usaremos as mesmas oito horas, todas elas, para fazer muito ou nada!

Pessoas reclamam que a sexta-feira não chega, que a semana demora a passar, e o que fazem sábados e domingos? Praticamente nada!

Ficam sim, penduradas nas redes sociais, falando com ninguém sobre praticamente nada. Ditos amigos, que pessoalmente não investiriam tanto tempo.

Mas e os hobbies? Hum, o que é isso?

Estudar fim de semana? Tá maluco?

Um olhar atento no horizonte nos faz perguntar: o que há do outro lado do oceano?

Uma curiosidade que nos leva a embarcar e empreender a viagem!

Regra simples: sonhos, planos, ação!

Assim se faz uma rica vida, ainda que, muitas vezes, não possa ser uma vida rica.

Dinheiro é raro aparecer por acaso. Mas, se você o buscar, o acaso pode favorecê-lo.

O acaso é um agente curioso e brincalhão. Desconfio de seu parentesco como nosso Saci Pererê. Sempre fazendo arte…

O acaso tem sua turminha: a oportunidade, a sorte, o preparo, o interesse, o arrojo, a vontade, a curiosidade, a coragem, a disposição, e outros tantos elementos.

Quanto mais você se envolver com esses amigos do acaso, maiores serão as chances de ganhar sua simpatia.

O tempo é curto. Para mim sempre foi.

Sou incapaz de ficar em uma janela vendo a vida passar.

Prefiro descer à rua e passar pela janela.

Dosar as vontades também é importante. Não podemos nos envolver em tudo e nem com tudo, mas o corpo precisa de movimento e as mãos e a mente ocupação.

Haverá sempre um momento, e claro não uma vida toda, para reflexão e contemplação!

Ao realizador sempre necessário, para saborear, rever, repensar, reciclar, reposicionar sua arte. Como forma de satisfação ou para enterrar a frustração.

O insucesso precisa de seu tempo de luto, para que não nos assombre toda uma vida.

As lágrimas têm efeito detergente nas frustrações. Frustrações acumuladas criam mentes atormentadas.

Lágrimas aliviam e provocam menos dores do que chutes em cadeiras.

Quem têm planos, têm datas. Quem têm datas, estabelece formas de ação. Quem age, realiza!

O insucesso também traz satisfação.

Saber que aquilo, daquela forma, naquele tempo não dará certo, também é uma resposta positiva. Obtida em tempo, poderá nos levar a caminhos da real solução, para atender necessidades que ainda não se manifestaram.

Isso se chama prevenção. Não é por essa razão que são preparados os planos de contingências?

A lição, quando temos compromissos, é que se a promissória vence na Páscoa, a quaresma é curta!

Ivan Postigo

Diretor de Gestão Empresarial

Consultor, Articulista, Escritor, Palestrante

Postigo Consultoria Comunicação e Gestão

Fones (11) 4496 9660 / (11) 99645 4652

Twitter: @ivanpostigo

Skype: ivan.postigo

 

Deixe uma resposta