Proatividade na sua empresa: gestão proativa ou reativa?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Alcançar bons resultados implica em disciplina, foco nos objetivos, proatividade, trabalho em equipe, liderança, em outras coisas que podemos passar horas listando, mas também podemos passar anos tentando conseguir.

Realmente, não é simples. Mas, uma vez que se consegue, o céu é o limite!

Neste artigo, vamos te contar a diferença de uma empresa proativa e uma empresa reativa, e também daremos alguns conselhos para aumentar a proatividade da sua empresa.

Esta diferença também mostrará se você é um bom empreendedor e acredita no seu negócio, ou se você está empreendendo sem um objetivo maior.

Proatividade em foco: empresas proativas

Eu poderia listar uma série de benefícios de ter uma empresa proativa, mas neste caso eu quero falar um pouco sobre o mercado em que você atua.

Independente de qual seja a sua área, uma coisa é fato: é preciso estar sempre de olho no mercado e também nos seus concorrentes. E “estar de olho” significa que você deve não só acompanhar os seus passos, mas também estar sempre um passo à frente da sua concorrência e aprender com os erros e acertos.

A sua concorrência tem muito a dizer sobre o mercado, tanto quanto os usuários que o movimentam, já que as empresas concorrentes também tentam se superar para estarem um passo a frente, e por isso também fazem experimentos, que podem ou não funcionar.

Então, acompanhar o mercado e ficar de olho nos seus concorrentes é essencial para estar em dia com as novidades e oferecer o melhor aos seus consumidores, e ao mesmo tempo também é muito importante para antecipar acontecimentos. Um bom exemplo disso é a internet, um mercado que mudou muito em pouquíssimo tempo. Quem não soube prever essa grande mudança não sobreviveu a ela.

Isso é ser uma empresa proativa, ter visão, estudar o mercado e estar sempre de olho nas novidades, conhecer bem o seu consumidor. Uma empresa proativa tem a proatividade direcionada para sempre melhorar, superar as suas metas, seus concorrentes, e se posicionar melhor no mercado.

Proatividade em segundo plano: Empresas reativas

Esse é o típico caso das empresas que não sobrevivem por muitos anos, ou que são engolidas pelos seus concorrentes.

Empresa reativa é aquela que reage ao mercado e às ações dos seus concorrentes, e só tomam atitudes depois que alguém age primeiro ou quando é necessário. Aquela história de “caso de vida ou morte”: ou você reage e nada ou morre na praia.

Empresas reativas estão sempre um passo atrás ou estão na média. E uma empresa na média é mediana, não é melhor e nem se sobressai por motivo algum. É um lugar em que eu nunca quero estar: atrás de todos.

E uma empresa reativa não inspira funcionários, não consegue apresentar resultados melhores, não faz a diferença na vida de ninguém, nem mesmo na vida do seu próprio fundador.

Proatividade ou reatividade: onde você deseja estar no futuro?

Caso a sua empresa apenas reaja aos acontecimentos, você certamente estará no mesmo lugar, com os mesmos resultados medianos, ou pior: a sua empresa poderá não existir mais.

Para evitar isso, listamos alguns conselhos para conseguir ter mais proatividade em sua empresa e alcançar maiores resultados a médio e longo prazo.

Confira:

1- Acompanhe os seus concorrentes

Fique de olho no que a sua concorrência está fazendo e até no que eles não estão fazendo. Você poderá aprender com os erros e com os acertos dele, e até perceber oportunidades onde eles ainda não se deram conta.

2- Conheça as métricas e faça delas suas melhores amigas

Os números não são a parte mais divertida de um negócio (exceto para os amantes de exatas), mas são a solução para quem deseja entender a atual situação de uma empresa, como se comportam os seus consumidores e até como poderá estar daqui a alguns anos.

As métricas nos dizem muito sobre o nosso negócio e sobre como os nossos consumidores estão se comportando, então se você torná-las parte do seu dia a dia, terá a chave para saber como melhorar o seu negócio. Isso é proatividade.

 3- Seja criativo

 Proatividade também é ousar e tentar coisas novas, e não apenas seguir a boiada. O que você pode fazer de diferente hoje? Onde você deseja que o seu negócio esteja daqui a alguns anos e como você pretende conseguir isso? Tenha objetivos e foque-se em como poderá realizá-los. Neste ponto, a criatividade é fundamental.

 4- Peça a ajuda dos seus funcionários

 Ainda falando em métricas e criatividade para ser uma empresa proativa e crescer, é importante lembra a importância de quem trabalha com você. Ouça os seus companheiros de trabalho, preste atenção no que eles têm a dizer.

Você poderá ter insights que nunca havia pensado antes, e verá o seu negócio de outro ângulo.

5- Não tenha medo de arriscar

Arriscar, ousar, são palavras que eu adoro repetir. Para um negócio crescer e fazer a diferença, é preciso que o seu fundador seja um empreendedor de verdade e pense grande, arriscando-se a sair da zona de conforto e buscar os objetivos que acredita serem possíveis.

 Com a ajuda das métricas e de uma equipe produtiva e com muita proatividade, empreendedores ousados vão muito mais longe.

 Gostou deste post? Então compartilhe com os seus amigos e ajude-os a descobrirem se são bons empreendedores e se possuem a dose necessária de proatividade em suas empresas.

Artigo gentilmente cedido pelo site Blog www.proatividademercado.com.br

Comments are closed.