Os robôs não vão desempregar as pessoas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Muita gente se preocupa com o futuro do emprego no mundo devido ao avanço da tecnologia e o grande uso de robôs para executar os trabalhos que até 15 anos atrás eram feitos por seres humanos.

Segundo ele estamos vivendo em uma época de acelerações causadas pelo tripé tecnologia, globalização e mudança climática e isso tem gerado várias incertezas e ansiedades no homem fazendo com que o homem fique pessimista quanto ao futuro.

Para Thomas L. Friedman, colunista de assuntos globais do “New York Times”, em entrevista ao site da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios a humanidade apesar de grande conectividade existente na época atual o homem está vivendo um período de isolamento.

Thomas L. Friedman coloca um pouco de otimismo quando em seu livro “Obrigado pelo atraso” (Editora Objetiva) escreve que os robôs não vão tirar o emprego dos seres humanos por que os robôs são incapazes de trabalhar com o “coração” ou seja entender o que acontece com o ser humano.

O autor criou o termo stempathy, que une o que chamamos de habilidades STEM (sigla em inglês para ciência, tecnologia, engenharia e matemática) com a empatia humana, ou seja, a pessoa que sabe usar a tecnologia e ainda saber empático com o ser humano. Para o colunista o futuro do emprego estará naquele que souber “trabalhar com o coração”

Deixe uma resposta