Inovação e Espírito Empreendedor

julio-cesar
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O Que é Espírito Empreendedor?  Como Obtê-lo? Quais as Principais Caraterísticas do Espírito Empreendedor? Como se Tornar Um Empreendedor? Quais São os Princípios da Inovação?

Por Julio Cesar S. Santos

Para alguns especialistas o espírito empreendedor é a capacidade de uma pessoa em inovar; isto é, buscar soluções para os problemas, criando e identificando oportunidades de negócios. Ou seja, o espírito empreendedor é a capacidade do ser humano em identificar as necessidades de outros e oferecer a elas exatamente aquilo que precisam.

O espírito empreendedor NÃO É algo que nasce junto com a pessoa, pois ele é uma capacidade que pode ser aprendida. De certa forma isso é ótimo, pois indica que qualquer pessoa pode aprender a empreender, desde que se dedique com firmeza a isso.

Deve-se considerar que determinadas pessoas são criadas em ambientes onde o espírito empreendedor é valorizado e, outras pessoas, são estimuladas a se tornarem empregados. Sendo assim, é um tanto óbvio que as pessoas que entram em contato desde cedo com o empreendedorismo terão mais facilidades para empreender.

Contudo, isso não significa que elas se tornarão empreendedoras, e nem quer dizer que quem é incentivado a se tornar empregado será pela vida toda. As pessoas podem escolher mudar e, essa possibilidade de escolher qual caminho seguir, é que torna possível qualquer pessoa desenvolver suas capacidades empreendedoras, desde que – conforme dito anteriormente – se dedique a isso com perseverança.

Características do Espírito Empreendedor

Para MARQUES ([1]) qualquer realização começou na mente de alguma pessoa, a qual teve atitude suficientes para colocar aquilo em prática. Essas pessoas são conhecidas como empreendedoras; ou seja, pessoas que sempre buscam realizar seus sonhos, querem ser independentes e acreditam que aquela ideia dará certo.

Diante disso, é possível notar que o bom empreendedor é quem será capaz de produzir o que idealizou, tendo assim uma capacidade constante de transmitir credibilidade e inspirar outras pessoas, tornando-se verdadeiros líderes. Existem algumas características do espírito empreendedor que merecem ser destacadas, são elas:

  • Sonho e visão: Esse tipo de pessoa sempre tem um plano a ser executado e, mais que isso, ela está ciente do assunto em questão porque tem um olhar ampliado sobre isso. Planeja sempre suas ações determinando o que deseja realizar.
  • Decisão e atitude: Além do mais, está sempre determinado e não permite, por perto, pessoas que negativas que possam desanimar e prejudicar seu trabalho. Acredita sempre e busca realizar seus sonhos em cada coisa que faz.
  • Foco e pensamento positivo: O empreendedor acredita naquilo que quer. Sabe que, se fizer o que está proposto, alcançará seu objetivo. Foca sempre e procura terminar tudo o que começou.
  • Confiança e coragem: ele afasta o medo; ou seja, aquilo que possa vir atrapalhar a conclusão do seu projeto. Faz do seu objetivo final, a motivação para continuar sempre buscando a realização.

Definição de Empreendedor e Empreendedorismo

O empreendedor costuma ser definido como alguém que monta um negócio ou uma empresa, embora nem todas as pequenas empresa tenham o espírito empreendedor ou o representem. Para Peter Drucker ([2]), o casal que abre um restaurante em um bairro residencial de Pequim certamente corre risco, mas será que o casal é empreendedor? Na verdade, eles estão apostando na popularidade dos restaurantes na região, mas não geraram um novo tipo de satisfação do cliente ou uma nova demanda.

Nessa perspectiva, certamente eles não são empreendedores, embora estejam abrindo um novo negócio. Talvez estejam fazendo apenas para deixar de ter um patrão, como fazem tantos proprietários de pequenos negócios. Ou seja, o faturamento e o lucro líquido de pequenas empresas podem não ser muito maiores do que o salário que teriam trabalhando numa empresa.

Conforme Drucker o empreendedorismo é uma característica bem definida de uma pessoa ou organização. Além disso, a organização não precisa ser pequena e nova para ser um empreendimento, pois o empreendedorismo está presente em empresas de grande porte e que, não raro, têm anos de estrada, como é o caso da 3M, a qual Drucker citou como uma das mais inovadoras empresas do mundo por ter desenvolvido mais de 60 mil novos produtos.

O empreendedor costuma ser definido como alguém que monta um negócio ou uma empresa, embora nem todas as pequenas empresa tenham o espírito empreendedor ou o representem. Para Peter Drucker ([2]), o casal que abre um restaurante em um bairro residencial de Pequim certamente corre risco, mas será que o casal é empreendedor? Na verdade, eles estão apostando na popularidade dos restaurantes na região, mas não geraram um novo tipo de satisfação do cliente ou uma nova demanda.

Nessa perspectiva, certamente eles não são empreendedores, embora estejam abrindo um novo negócio. Talvez estejam fazendo apenas para deixar de ter um patrão, como fazem tantos proprietários de pequenos negócios. Ou seja, o faturamento e o lucro líquido de pequenas empresas podem não ser muito maiores do que o salário que teriam trabalhando numa empresa.

Conforme Drucker o empreendedorismo é uma característica bem definida de uma pessoa ou organização. Além disso, a organização não precisa ser pequena e nova para ser um empreendimento, pois o empreendedorismo está presente em empresas de grande porte e que, não raro, têm anos de estrada, como é o caso da 3M, a qual Drucker citou como uma das mais inovadoras empresas do mundo por ter desenvolvido mais de 60 mil novos produtos.

Drucker vê a inovação como a tarefa de dotar recursos humanos e materiais com uma capacidade de produção de riqueza nova e maior. Para ele, os gerentes precisam transformar as necessidades da sociedade em oportunidades de negócios lucrativos, pois isso também seria uma definição de inovação.

Para esse prestigiado consultor, inovação não é o mesmo que invenção, pois inovação é um termo da Economia e não da Tecnologia. Acrescentou que a inovação mais produtiva é um produto – ou serviço – diferente que cria uma nova satisfação potencial, e não uma melhoria. A inovação também pode consistir em encontrar novos usos para antigos produtos, como é o caso do bicarbonato de sódio da Arm & Hammer, o qual passou a ser utilizado como pasta de dente.

Os Princípios da Inovação Segundo Drucker

  • Analise as fontes de inovação em busca de oportunidades
  • Identifique as necessidades, os desejos e as expectativas do cliente
  • A inovação deve ser simples e focada
  • A inovação deve começar pequena
  • A inovação deve almejar a liderança

Além dos princípios acima, Peter Drucker também citou diversas ações que NÃO devem ser feitas em relação à inovação:

  • Não tente nácar o esperto: a inovação não deve ser sofisticada demais, pois afinal “a incompetência é a única fonte abundante e que nunca falha”
  • Não diversifique seus esforços: concentre-se no esforço inovador e não corra atrás de muitas oportunidades ao mesmo tempo
  • Não inove para o futuro: a inovação deve ter aplicação imediata. No entanto, “as oportunidades de inovação às vezes têm um prazo muito longo. Nas pesquisas farmacêuticas, 10 anos de P&D não são incomuns ou um período particularmente longo. E, no entanto, nenhuma indústria farmacêutica sonharia iniciar um projeto de pesquisa de algo que, se obtivesse sucesso, não tivesse aplicação imediata, como uma droga para o tratamento de uma doença existente.

Características da Adoção da Inovação – Outra Perspectiva ([3])

Alguns produtos caem imediatamente no gosto do público, enquanto outros demoram mais a conquistar sua aceitação e, em consequência disso, KOTLER nos forneceu mais cinco (5) características que influenciaram o ritmo de adoção de uma inovação:

  • Vantagem Relativa: Até que ponto a inovação parece ser superior aos produtos existentes?
  • Compatibilidade: Até que ponto a inovação corresponde aos valores e experiências dos indivíduos?
  • Complexidade: Até que ponto a inovação é relativamente difícil de entender?
  • Divisibilidade: Até que ponto a inovação pode ser testada de maneira limitada?
  • Comunicabilidade: Até que ponto os resultados benéficos do uso são observados e podem ser descritos aos outros?

Outras características que influenciaram o ritmo da adoção são o custo, a incerteza, a credibilidade científica e a aprovação social. Sendo assim, o profissional de marketing responsável pelo novo produto precisa pesquisar todos esses fatores e, dar aos mais importantes, a máxima atenção ao desenvolvimento de novos produtos e seu programa de marketing.


([1]) MARQUES, José Roberto. “https://www.ibccoaching.com.br/portal/empreendedorismo/caracteristicas-espirito-empreendedor/

([2])  DRUCKER, Peter. “Innovation & Entrepreneurship”. Nova York, Harper & Row, 1985, p. 21

([3]) KOTLER, Philip. “Marketing Management”, 11ª ed. Upper Saddler River, NJ: Pearson Education, Inc, 2003, p. 378  

texto aqui

Comments are closed.