Há menos pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza, isso é bom? Nem tanto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pausa para o cafezinho (2)

Pesquisas indicam que de maio para junho pessoas que vivem abaixo da linha de pobreza diminuíram  

Sem dúvida nenhuma a notícia de que há menos pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza. Segundo o estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) 3,3 % da população equivalente a 6,9 milhões de pessoas viviam em junho deste ano com UR$ 1,90 dólares por dia, o equivalente a R$ 154,00 por mês para esses cálculos foi considerado uma família de três pessoas. Esse percentual em maio era de 4,2 % da população ou seja 8,8 milhões de pessoas.

Um avanço muito bom se fosse conquistado através do crescimento da economia. Sempre defendi uma renda mínima para as famílias, uma renda onde as pessoas pudessem morar e se alimentar dignamente, ter segurança e assistência médica porem com emprego e renda não com uma ajuda permanente do governo.

Um auxílio é uma cooperação temporária a uma determinada situação, um analgésico e não um remédio para curar uma doença, no caso a doença do desemprego e falta de oportunidades. Essas oportunidades apenas surgirão através de uma política educacional forte que formem bons profissionais, produtivos e inovadores que não precisem se preocupar com o desemprego e falta de perspectiva.

Enquanto as pessoas e governo não se conscientizarem que precisamos de vitaminas e não analgésicos para combater a crise seremos uma nação de desiguais.

Comments are closed.