Esperando o retorno da entrevista de trabalho? Não faça bobagens!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ansiedade total! Nervosismo! Frio na barriga! Sabe quando todas essas sensações podem acontecer com você? Nos dias seguintes a uma entrevista de emprego.  Os candidatos ao posto de trabalho muitas vezes querem um retorno de qualquer forma e acabam criando situações que podem (e vão) atrapalhar o processo – sobretudo quando ainda não há uma resposta negativa por parte dos recrutadores.

Para Eliane Catalano, coordenadora de Seleção da NOSSA Gestão de Pessoas e Serviços , a pessoa que ainda está participando de um processo seletivo, ou seja, não foi nem negativado e nem positivado, acaba sofrendo com esta questão de retorno e parte para atitudes extremas que seguramente irão sabotar as sua chances:

“Já aconteceu de um candidato irritado pela demora na resposta entrar nas redes sociais e fazer um desabafo público. Essa postagem acaba prejudicando as suas chances dentro do processo seletivo já que o recrutador pode se deparar com a publicação.”

A interferência da família também pode complicar a situação. Eliane lembra que é bem comum  recrutadores receberem ligações ou mensagens pela Internet da esposa, da namorada , do marido ou dos pais  do candidato perguntando sobre a vaga. Neste caso, o sabotador não é  o candidato, mas sim seu familiar;

“Muitas vezes percebemos que o candidato nem está tão interessado assim na vaga, passando essa ansiedade toda para parentes ou parceiros. Claro que isso acaba prejudicando a pessoa, pois o processo seletivo ainda está acontecendo e esta interferência mostra que não há atitude e nem autonomia nenhuma por parte do candidato.Isso dá muita margem de dúvida sobre o perfil. Uma vaga só é preenchida quando o candidato possui todos os requisitos e não se uma mãe fica ligando ” alerta Catalano.

Não conseguiu a vaga? Siga tentando

O candidato negativado – que não conseguiu a vaga –  não pode pensar que não serve para o mercado de trabalho. Não ser selecionado para uma vaga não quer dizer portas fechadas no mercado de trabalho. O profissional é bom no que faz, mas outros fatores podem interferir. Uma empresa que busca um perfil mais ousado do que o dele, por exemplo:

“Tem que estar aberto para outras oportunidades pois, não existem vagas suficientes para atender toda a demanda Se não é chamado, tem que seguir em frente. Não faz sentido ficar sofrendo por uma vaga que não veio. Fez uma entrevista e precisa esperar o retorno? Não fica parado e segue buscando em outros lugares. Recebeu uma resposta negativa? Segue buscando. Não se pode fechar em apenas uma entrevista.” finaliza Eliane.

Sobre a Nossa

Criada em Curitiba no ano de 1993, a NOSSA se dedica em buscar soluções para contratação de pessoas para contratações efetivas, trabalhos temporários e terceirização de pessoal. Os profissionais são especializados em definir as melhores estratégias, de acordo com as necessidades da empresa-cliente. O leque de serviços abrange todo o processo de recrutamento, seleção, orientação e contratação de profissionais para trabalhos permanentes e temporários. Além disso, desenvolve projetos especiais. A NOSSA cuida do recrutamento, de todo o processo legal das contratações e também do gerenciamento das equipes.

Sobre a KAKOI Comunicação

A KAKOI Comunicação é uma empresa cujo objetivo de proporcionar aos clientes os melhores resultados com ações simples, porém focadas em nosso compromisso de abranger qualidade X resultado. A kakoi conta com equipe especializada em diferentes áreas para garantir a pluralidade dos projetos abrangendo a maior frente possível de comunicação.


Fonte: KAKOI Comunicação

 

Deixe uma resposta