Dívidas de final de ano: saiba como se livrar delas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AP 2

Compras de presentes, alimentos para a ceia de Natal, despesas com viagens e ainda as contas do mês que não tiram férias. Para não entrar em 2018 no vermelho, é fundamental tomar alguns cuidados

Os brasileiros estão animados com a retomada da economia e a confiança do consumidor cresceu pelo segundo mês consecutivo. Com a permanência da queda da inflação e das taxas de juros mês a mês, as vendas no varejo aumentaram. A expectativa é que o varejo registre o melhor Natal em vendas desde 2013, com crescimento em torno de 5%. Apesar das boas notícias, o brasileiro ainda precisa ter ponderação e não descuidar do seu orçamento mensal, para não entrar em dívidas de final de ano.

Tão embora os caminhos estejam se abrindo, ainda é cedo para sair gastando, pois a inadimplência dos brasileiros continua elevada, com muitas famílias com as contas atrasadas. O Professor Carlos Afonso – administrador e contabilista –, alerta para os riscos que o final de ano traz ao orçamento dos brasileiros, sobretudo para aqueles que não prepararam uma “poupança para o final de ano” (lembre-se, é sempre bom poupar durante o ano uma quantia a ser empregada para esse fim).

“O maior desafio das pessoas está em conter o ímpeto com as compras, sem se preocupar com o planejamento financeiro. Contagiados pelo clima natalino e de férias, parece comum gastar como se não houvesse ‘o amanhã’. Mas o amanhã existe e está bem perto, com o vencimento de contas prioritárias logo em janeiro, como IPVA, IPTU e contas domésticas”, alertou o professor, que é autor do livro “Organize suas finanças e saia do vermelho”. “Liste todos os compromissos financeiros que tem para os próximos meses e não utilize o dinheiro com o qual honrará essas contas. É recomendável fazer uma planilha, para que este número fique bem claro na cabeça, e, desta forma, será possível separar a quantia para as despesas extras de final de ano”, completou. Diante disso, o Professor Carlos Afonso forneceu seis dicas importantes sobre como não entrar no vermelho com as compras do período natalino.

1 – Estabeleça um orçamento para os presentes de final de ano. Relacione as pessoas que ganharão um presente melhor e aqueles que receberão uma lembrancinha. Não exceda este orçamento previsto.

2 – Pesquise bastante (inclusive em lojas virtuais). A diferença de preços praticados entre os estabelecimentos é enorme para o mesmo produto. Analise os preços e condições em, pelo menos, cinco lugares. E tente não parcelar as compras, para que não vire uma bola de neve.

3 – Ceia de final de ano: ao organizar a ceia com a família, divida entre os participantes os pratos e tarefas, assim, não ficará pesado no bolso de ninguém.

4 – Viajará no final de ano? O ideal é sempre reservar hotéis e passagens áreas com antecedência, de modo a ter acesso a preços mais justos. Se não deu para fazer isso em 2017, lembre-se de tomar essa atitude em 2018. Você se surpreenderá com o quanto pode economizar!

5 – Calma, o mundo não acabará em 2017! Passada a temporada de “festas”, a vida volta ao normal em janeiro. Lembre-se que todo o início de ano é marcado pela chegada de várias contas, entre elas o IPTU, o IPVA, material escolar das crianças, entre tantas outras. Então, reserve parte do seu 13º salário para fazer frente a essas despesas.

6 – Lembre-se de guardar parte do seu 13º salário. Investir é uma questão de hábito e é importante ter muito claro um propósito para tal. E você, sabe qual é o seu?

Sobre o Livro Organize suas finanças e saia do vermelho

De leitura fácil e rápida compreensão, o livro Organize suas finanças e saia do vermelho foi lançado em agosto de 2017, pelo especialista em finanças, Professor Carlos Afonso, que é administrador, contabilista e sócio-diretor do Grupo MCR.

O autor traz conceitos fundamentais para uma boa educação financeira, a fim de evitar que as pessoas adquiram o endividamento financeiro ou, se a dívida já existe, há dicas de como sair dela. Além disso, a obra ensina o leitor a pensar no futuro e, de maneira confortável, fazer o seu “pé de meia”.

“Organize suas finanças e saia do vermelho” traz uma luz sobre esse importante assunto e que afeta a vida de qualquer pessoa desde o nascimento até o último suspiro. Relacionar-se bem com o dinheiro garante sustentabilidade financeira e uma vida melhor livre de privações. (http://www.livrosaiadovermelho.com.br/)

texto aqui

Deixe uma resposta