Você está na categoria Artigos de Gustavo Rocha

Advocacia disruptiva e cognitiva. E agora, quem poderá nos ajudar?

Gustavo

Para simplificar os termos do título, lanço algumas definições simples e objetivas:

Advocacia disruptiva: Um novo momento da advocacia, onde praticamente tudo que era considerado advogar mudou. Ingressamos com meios que mudaram, tal como processo eletrônico, bem como intersecção de profissionais com a advocacia, como administradores, profissionais de tecnologia da informação, entre outros. Exemplos típicos: Automação de fluxos internos e externos na advocacia com robôs, softwares com ferramentas de workflow, etc.

Leia Mais

Robôs juízes. Hein?

Gustavo

Muito se fala de inteligência artificial, seu uso na advocacia, mas o judiciário também está se preparando para usar ferramentas mais adequadas aos volumes de processos existentes.

Embora saibamos que a maioria dos processos pertencem ao ente Estado como um todo e algumas empresas, lidar com os processos é essencial.

Vejamos uma notícia sobre o tema:

Leia Mais

Advocacia disruptiva

Gustavo Rocha

Disruptivo vem de rompimento, de quebra, de fratura. Exatamente o momento que temos vivido na advocacia.

Um momento em que precisamos focar cada vez mais nossos esforços em empreender, ao invés de apenas receber, em atender, ao invés apenas de informar, em usar a tecnologia, ao invés dela ser um fardo em nossas vidas. Leia Mais

Desmistificando hábitos produtivos

Gustavo

Hábitos se forem bons, são sempre elogiáveis, não?

Em fato, nem sempre. Mesmos hábitos considerados bons, produtivos de impacto no rendimento e resultado do trabalho podem ser muitas vezes um engodo.

Afirmo categoricamente: Repense sua rotina com frequência. Pense nos hábitos e no que faz sem pensar e verifique o que pode ser melhorado. É justamente no que não pensamos que reside o que pode e deve ser modificado.

Divido um interessante artigo publicado na revista Exame.com sobre o tema com comentários meus em negritol.

Leia Mais

Impressões sobre o Sarahah

Gustavo

Por Gustavo Rocha

Não, você não leu Saravá, interjeição brasileira de cumprimento entre as pessoas, este artigo versa sobre o aplicativo Sarahah, que em árabe quer dizer franqueza.

Um aplicativo simples de mensagens com duas regras básicas:

  1. Toda mensagem é anônima (você envia a pessoa que quiser e ela jamais saberá quem enviou);
  2. Você recebe a mensagem, mas não pode respondê-la; Leia Mais

Um pensamento sobre compliance

Gustavo

Quando discorremos sobre compliance, vários temas vem a nossa mente: Desde contratos, penal empresarial, regimentos internos, trabalhista preventivo e outras ideias…

Agora, de forma simples e direta, podemos entender compliance como regramento.

E neste sentido, quais os regramentos que você tem na sua empresa? No seu escritório? Leia Mais

COMO REDUZIR RECLAMAÇÕES DE CLIENTES NAS REDES SOCIAIS

gustavo

Por Gustavo Rocha

Se cada público precisa ter a sua audiência, vamos falar do público interno?

E sendo mais específico ainda, sobre os jovens no seu departamento jurídico?

Muito se fala em carreira, ascensão, como reter talentos e criamos nomes pra isto: Geração X, Geração Y, Geração Z e por aí vai. Leia Mais

Seu salário paga sua despesa?

Gustavo

O título pode dar a impressão a você leitor que irei debater sobre o que você ganha e o quanto você gasta, todavia, este não será o foco do debate.

O que você ganha está adequado? Ao seu ver, tenho certeza que não, afinal, todos queremos ganhar mais.

Entretanto, respondendo a pergunta título, se o seu salário paga pelo menos a sua despesa com o trabalho, acessórios, impostos e você reverte lucro a organização a qual está inserida, você pode pleitear um aumento, desde que dê mais lucro (sentido amplo, não apenas financeiro) a empresa.

Para exemplificar o que digo, divido este texto do Flavio Augusto: Leia Mais

Lições de quem venceu para quem quer vencer

gustavo

Muitas vezes as pessoas de sucesso são invejadas, são idolatradas, são colocadas em pedestais como se fossem únicas – que realmente são iguais a tantas outras que não tem sucesso e também são únicas – e todos querem saber o como, as dicas, as lições do sucesso.

Ignoram grande parte destas pessoas que o sucesso provém do trabalho, da abnegação, do sacrifício. Leia Mais

Quem é você mesmo?

Gustavo

Por Gustavo Rocha

“Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você.” Jean Paul Sartre.

E assim inicia a busca por si mesmo: Sem autopiedade, sem coitadismos.

Analise com cautela e razão as situações da sua vida que forjaram você. Encontrará problemas, traumas, pessoas ruins e pessoas boas, encontrará momentos que quer

Leia Mais