Brazil-Florida Business Council concede prêmios a Ozires Silva e Ministro Marcos Pontes numa cerimônia em São Paulo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Evento constata que as relações comerciais entre o Brasil e o estado da Flórida devem experimentar crescimento nos próximos anos

Sob os olhares de muita admiração, gratidão e respeito dos convidados presentes  no Salão das Américas do Renaissance São Paulo Hotel, foi entregue na segunda-feira (04/11) o Brazil-Florida Business Awards ao ex-ministro da Infraestrutura, coronel-aviador, engenheiro e ex-presidente da Embraer, Petrobras e Varig, Ozires Silvae também ao ministro da Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações, tenente-coronel, engenheiro e astronauta, Marcos Pontes. Entre as inúmeras autoridades e altos executivos de companhias e entidades, que atuam no eixo Flórida-Brasil, também estava presente o cônsul-geral dos Estados Unidos em São Paulo Adam Shub, que falou da importância desta parceria.  “Nós, no governo dos Estados Unidos, somos gratos pela parceria do Brazil-Florida Business Council e pela liderança do Sr. Silva e do Ministro Pontes no fortalecimento dos laços entre os dois países.”

Por conta de compromissos imprevistos com o presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro Marcos Pontes, não pôde comparecer ao jantar de premiação.

A fundadora e presidente do Conselho de Administração do Brazil-Florida Business Council, Inc., Sueli Cristina Bonaparte, em seu discurso disse que o presidente Bolsonaro tem uma missão desafiadora atualmente para a retomada do crescimento da economia brasileira e pediu a todos paciência e confiança às autoridades neste momento crítico para o futuro do País. Para a executiva, aquela ocasião do prêmio era especial porque dava oportunidade de reconhecer e celebrar os feitos de dois ícones brasileiros. Eles são, de acordo com Bonaparte, “renomados por suas visões estratégicas, além das contribuições valiosas para a economia do Brasil e da Flórida.”

Relações diplomáticas

Em seu pronunciamento, o cônsul-geral dos Estados Unidos em São Paulo, Adam Shub, destacou que naquela noite se comemorava as relações entre Flórida e Brasil e o reconhecimento das contribuições dessas duas pessoas inspiradoras. “Eu gosto de pensar na Flórida como a âncora do relacionamento comercial e cultural dos Estados Unidos. Os esforços do Brazil-Florida Business Council são essenciais para construção e manutenção desse trabalho e para o beneficiamento de ambos os países. São US$ 20 bilhões de dólares no comércio total entre as duas nações”, analisou.

O diplomata destacou que o Brasil é o maior parceiro da Flórida, o que significa que é 2/3 maior que o segundo parceiro comercial, a China. “Até pouco tempo, cerca de 60% de todos viajantes do Brasil para os Estados Unidos entravam por esse estado e não é surpresa. Recentemente recebemos Rick Scott, o ex-governador e senador da Flórida no Fórum de Investimentos Brasil. Além disso, o presidente Bolsonaro poderá visitar a Flórida em sua próxima viagem aos Estados Unidos”, declarou.

“Estamos num momento especial nas relações Estados Unidos e Brasil. Há um entusiasmo sobre o país de todo o governo dos Estados Unidos, uma oportunidade única em uma geração. O vínculo político entre os presidentes está ajudando a proporcionar nossa parceria de longa data”, prosseguiu ele. “E nós do consulado aproveitamos ao máximo essa oportunidade para aprofundar o relacionamento bilateral. Estamos encontrando oportunidades para aumentar o comércio e os investimentos bilaterais”.

De acordo com o cônsul norte-americano, o mais relevante para os homenageados é que os dois países estão cultivando também uma parceria tecnológica e científica mais robusta e mantendo os países na vanguarda do progresso. Nos últimos dois anos foram organizadas duas missões comerciais da Flórida para visitar o Brasil. Uma delas chega nesta semana com foco em infraestrutura, portos e ferrovias. Os governos estão discutindo uma agenda comercial, mais amistosa sob o acordo de cooperação econômica existente da APEC (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico). A expectativa é que esse diálogo facilite o comércio, entre outras possibilidades. A ideia é também transmitir aos brasileiros a experiência norte-americana sobre questões como boa governança e inovação tecnológica.

Homenageados

O diplomata falou que “a verdadeira conexão entre os Estados Unidos e Brasil não é feito por governos, mas por pessoas e hoje estamos celebrando dois homenageados, que fizeram e continuam a fazer grandes contribuições para o fortalecimento deste relacionamento”. Ele lembrou que há cerca de 50 anos, o ex-ministro Ozires Silva, criou a Embraer e atualmente é o terceiro maior produtor de aviões do mundo. Emprega quase 20 mil pessoas e é o maior exportador brasileiro de produtos de alto valor agregado. É um impulsionador da cadeia aeroespacial de suprimentos no Brasil e um catalizador de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Ele citou também o astronauta e ministro Marcos Pontes, que faz parte do quadro de astronautas da Nasa desde 1998, e foi o único brasileiro a chegar ao espaço, permanecendo três dias na Estação Espacial Internacional. Mais recentemente, segundo o cônsul norte-americano, o ministro Pontes tem trabalhado com o Congresso brasileiro para ratificar o acordo de Salvaguardas Tecnológicas (TSA), que   ajudará o Brasil a entrar no mercado lucrativo de lançamentos espaciais comerciais.

Como ministro, Pontes está expandindo também parcerias científicas entre os dois países para os próximos anos.

Ozires Silva

Em seu pronunciamento, o ex-ministro Ozires Silva, agradeceu o reconhecimento e contou que durante o período em que esteve na presidência da Embraer, em 1978 tomou a decisão de ir aos Estados Unidos abrir o escritório norte-americano da empresa e foi muito bem recebido. Pediu um pedaço de terra para o aeroporto de Fort Lauderdale, chamado Hollywood. A Embraer colocou suas instalações no local e foi muito bem recebida, também. E para dirigi-la nomearam um executivo norte-americano. E assim, deram o início aos intercâmbios de negócios.

“E quando eu não estiver mais por aqui, lembrarei certamente de cada episódio bastante intenso que nós fizemos na Embraer nos Estados Unidos”, relatou. “Em certos momentos tivemos mais aviões voando na área de aviação regional que os próprios americanos”, arrematou.

O Brazil-Florida Business Council (brazilfloridabusiness.com), instituição organizadora deste impactante evento internacional foi fundado por Sueli Bonaparte, uma executiva com mais de 30 anos de experiência dedicados na promoção comercial e desenvolvimento econômico e social no Brasil e os Estados Unidos.

Fonte :Vervi

 

Comments are closed.