As Dimensões da Gestão Empresarial – Empreendedorismo

Alex Gonzaga
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por Alex Gonzaga

O sonho de empreender torna-se factível quando um individuo apresenta uma habilidade diferenciada, naturalmente é reconhecido por outras pessoas pela mesma. A partir desse momento, esse individuo percebe que pode obter lucros perante essa habilidade e resolve empreender. Em alguns casos, nota-se que o olhar de execução, os cuidados ao praticar aquela habilidade, formações conquistadas, todas as energias são voltadas para que esse sonho torne-se uma realidade.

Naturalmente, esse empreendedor vai percebendo ao longo do tempo que sua habilidade não é suficiente para garantir que esse negócio seja viável, visto que em um negócio, não é simplesmente operacionalizar aquela habilidade e ter lucros. Um misto de ansiedade, frustração e de vontade de crescer surpreendem o empreendedor nesse momento, desafiando-o para os novos movimentos que sua carreira está por emergir.

Dentro desse contexto, é importante para esse empreendedor tomar consciência de que para conduzir um negócio vai precisar despertar outras competências técnicas de gestão de negócios e comportamentais de gestão de pessoas, pois a partir desse momento, não será mais somente um sonho de um individuo denominado empreendedor, mas de uma equipe de trabalho que irá transformar em realidade aquele sonho individualizado. O olhar desse empreendedor não pode ser mais operacional, precisa transformar-se em um olhar estratégico.

O empreendedor começa com muitas dúvidas quanto a definição de legalização, local da empresa, equipamentos, produtos chaves, marketing, potenciais clientes, empregados, viabilidade de negócio, capital de giro, marca, lucros e outros mais… É um contexto bem difícil porque esse sonho está se transformando em um negócio e as demandas do dia a dia vão exigindo inteligência, mão de obra preparada, estrutura física e financeira. Passos essenciais que assustam pela tamanha complexidade que um negócio tem ao realizar suas demandas.

Convivendo com alguns empreendedores, notamos que existe uma ansiedade muito elevada na implementação de suas ações, visto que a disponibilidade financeira é baixa para grandes investimentos, a intensidade de atividades torna-os tarefeiros ao extremo e os resultados obtidos nem sempre conseguem ser perceptíveis a “olho nu”. Um fator chave que está em evidencia, no olhar do empreendedor, é a percepção de que está evoluindo, mas nem todos os recursos estão estruturados para garantir que essa evolução seja saudável.

O empreendedor precisa saber lidar com as situações críticas do dia a dia porque elas vão ao encontro das suas posturas adotadas perante cada momento. O equilíbrio emocional é uma das competências mais afetadas, visto que a pressão pela sobrevivência organizacional leva ao empreendedor “sofrer” dentro do contexto competitivo e acirrado que o mercado encontra-se. Por vezes, leva à desequilíbrios pelas incertezas mercadológicas.

É importante ressaltar que essas situações ímpares, não são um privilégio exclusivo de uma situação empreendedora, mas que faz parte de todo um contexto de mercado, em qualquer ambiente de negócio: Start up, Micro empreendedores, Empreendedores Individuais dentre outros.

É notório que todo empreendedor precisa construir, desenvolver e acompanhar seu plano de negócio, visando garantir sua implementação.

Um contexto importante é ter clareza quanto a cultura a ser promovida dentro dessa empresa, estruturar sua identidade (Missão e Valores) contribui para garantir alinhamento das pessoas quanto as expectativas do que somos e do que valorizamos de comportamentos. Definir a visão de futuro estimula as pessoas a serem exigidas a sair da zona de conforto e alcançar um objetivo no futuro.

É importante conhecer ferramentas de Planejamento como SWOT de Albert Humphrey, PDCA de Walter Shewhart, 5 Forças de Porter, Cadeia de Valor de Porter, Modelo 7S Mckinsey, Matriz BCG de Bruce Henderson, Canvas de John Smith, Smart de Peter Drucker, BSC de Kaplan e Norton, 5W2H, Base da Pirâmide de Prahalad, Indicadores Gerenciais, Matriz de Processos dentre outros.

Além de ampliar o olhar com as estratégias, é essencial conhecer sobre gestão de pessoas, ferramentas como Organograma, Cargos e Responsabilidades, Manual do Colaborador, Avaliação de Desempenho, Meritocracia, Treinamento e Desenvolvimento dentre outros.

É importante para o empreendedor ampliar suas percepções organizacionais, pois assim poderá suprir suas expectativas com uma organização mais estruturada e com pessoas mais engajadas no dia a dia.

Autor. Manager / Trainer Alex Gonzaga AG Soluções Gestão Empresarial

Quer conhecer mais sobre gestão de negócios?

Conheça nossas soluções em gestão de pessoas e empresarial.

fb.com/agsolucoes

Instagram.com/agsolucoes

www.agsge.com.br

(085) 98150-0654 / (011) 93020-6103

texto aqui

Comments are closed.