91% dos donos de lojas afirmam que movimento após reabertura é baixo, diz ALSHOP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), constatou que para 91% dos lojistas o movimento de clientes nos empreendimentos caiu após a reabertura do comércio em boa parte do país. 55% disseram que o fluxo é muito baixo e 36% afirmaram que é baixo. Apenas 9% dos lojistas afirmam que a movimentação é regular e ninguém qualificou o movimento como “bom” ou “no mesmo nível anterior ao da pandemia”. Os dados constam de uma pesquisa finalizada em 16 de julho com associados do segmento de alimentação, da cidade de São Paulo.

Com a regressão de alguns estados para fases de alto contágio da pandemia do novo coronavírus, hoje cerca de 15% dos shoppings estão fechados no país especialmente nos estados do Sul e Centro-Oeste que registram alta nos casos.

Entidade aguarda ampliação do horário

Na mesma pesquisa os dados mostram que o fechamento de shoppings no horário do almoço tem derrubado a movimentação de clientes. Na mesma pesquisa, 64% acreditam que o fechamento parcial afasta os clientes do shoppings. Para 36% a retomada tem sido positiva para que os clientes voltem aos empreendimentos.

“No caso de São Paulo a abertura está concentrada no final do dia e temos insistido com o governo estadual e com a prefeitura na ampliação para 8 horas de funcionamento, nesse momento. Isso permite a distribuição dos clientes ao longo dia e aumenta o fluxo na praça de alimentação que foi totalmente readequada a uma nova realidade. O setor de bares e restaurantes estão demitindo a cada dia por causa da situação ruim que estão enfrentando. É preciso flexibilizar para auxiliar todos os segmentos do comércio a passarem por essa fase.”, salienta o presidente da ALSHOP.

Na última pesquisa divulgada pela ALSHOP boa parte dos lojistas registram queda de até 60% no faturamento devido ao fechamento parcial que não favorece as vendas por impulso que motivam o segmento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *