9 carreiras do futuro indispensáveis para a sociedade

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Michael Page destaca profissões que terão grande demanda em setores estratégicos

 Os avanços da ciência e o encurtamento das fronteiras entre tecnologia, trabalho, sociedade e mundo digital vão demandar o surgimento de novas carreiras, que serão cruciais para a manutenção de serviços da vida cotidiana. De acordo com a Michael Page, consultoria especializada no recrutamento de alta e média gerência, algumas profissões serão mais demandadas até 2030 por estarem alinhadas às necessidades das empresas e da sociedade.

Ricardo Basaglia, diretor-executivo da companhia, listou dez carreiras determinantes para um futuro que se aproxima rapidamente. Confira a análise do consultor abaixo:

1 – Consultor de genoma (espécie de “arquiteto de bebês”)

A medicina diagnóstica está em pleno e profundo desenvolvimento, desde os importantes avanços da descoberta do DNA, há mais de 60 anos. Em pouco tempo será possível extrair informações do genoma dos bebês, ainda em gestação, e oferecer dados sobre a saúde, desenvolvimento físico e até características específicas das pequenas formas de vida. Portanto, será comum que as pessoas procurem por profissionais especializados em genética avançada, a fim de oferecer possibilidades de prevenção de doenças e até alteração nas compleições estéticas dos bebês. É importante dizer: esse tema está na agenda de grandes pesquisadores do mundo acadêmico e da iniciativa privada, ou seja, é questão de tempo para que faça parte da vida cotidiana.

“A função do “consultor de genoma/arquiteto de bebê” poderá ser tão comum quanto a do pediatra é nos dias de hoje. E faço uma ressalva: não há aqui nenhuma comparação de campos de estudo, apenas uma constatação de um cargo/função que será altamente demandado pela sociedade em pouco tempo”.

2 – Consultor de longevidade

Estamos vivendo mais e teremos que aprender a lidar com a nossa permanência na Terra de forma saudável, produtiva e alegre. Da mesma forma que hoje são vastas e qualificadas as ofertas de personal trainers (ainda mais valorizados pela cultura fitness), teremos imensa demanda de profissionais especializados em serviços, técnicas e orientação sobre longevidade, especialistas em ideias e projetos que tornam a vida na terceira idade mais saudável, sobretudo das pessoas acima de 70 anos. “Aliás, o conceito de terceira idade está desaparecendo, pois a sociedade vai demandar lazer, vigor, beleza/estética e entretenimento, saúde, relacionamentos, dietas, consumo e interações na medida que a vida se alonga. Nesse contexto, o consultor de longevidade será um facilitador de conteúdos, atividades, viagens e programas específicos”.

3 – “Hacker” genético

A exemplo do consultor de genoma, esta função vai modificar paradigmas na sociedade. A palavra “hacker” aqui tem o sentido aproximado de expert, e não de alguém que burla ou desvia sistemas e normas. É a mesma ideia já utilizada em startups do Vale do Silício – e aqui do Brasil também – que contam com o cargo de Growth Hacker (o Hacker de crescimento), profissional especializado em fazer um negócio crescer exponencialmente, em larga escala, a partir de cruzamento de dados, análises e informações estratégicas. “A grosso modo, o hacker genético será o profissional responsável por melhoramentos em nível celular, microbiológico, que já fazem parte, por exemplo, do agronegócio (transgênicos, sementes aperfeiçoadas para cultivo etc.), porém, essa habilidade será demandada pela medicina e poderá expandir-se para atividades esportivas e para todos da performance humana com a expectativa de fazer o ser humano superar os seus limites.

4 – Polícia/Segurança virtual

Esta é uma profissão do futuro que nos dá a sensação de que já deveria ter sido implantada. De um modo geral, as grandes legislações, tratados e acordos jurídicos, políticos e de direitos humanos, foram concebidos para o mundo físico e para as relações pessoais no mundo concreto. Porém, desde a ascensão da internet, vivemos cada vez mais em um mundo digital. Nossas vidas, carreiras, intimidades e até laços de convívio podem ser facilmente ameaçados pelo roubo de informações, senhas, contas, e acessos em geral aos componentes do mundo digital: redes sociais, aplicativos, sistemas operacionais, enfim, toda a teia de conexão que sustenta a interação online. “O policial digital será treinado para investigar fraudes, furtos, distorções, quebra de reputações, formação de quadrilhas, tráficos em diversas escalas, em suma, crimes que ocorrem em nível virtual, por meio de dados, algoritmos, softwares. Será de extrema importância combater as novas formas de violência, e a sociedade demandará enormes esforços neste sentido, pois a ideia tradicional de segurança será muito ampliada e exigirá sofisticação em seus processos”.

5 – Especialista em simplicidade

Uma das palavras mais usadas para analisar o futuro (e o que há de mais importante em quase todos os campos humanos) é o termo complexidade. Porém, só é possível avançar na complexidade quando sabemos o simples, o básico, o essencial. E a profusão de dados do mundo exigirá que surjam profissionais responsáveis por simplificar processos, serviços e até produtos. Empresas, de todos os segmentos, terão que investir em profissionais que saibam transformar a montanha tecnológica necessária para criar as coisas em informações e ações de simplificação positiva, afim de aproximar pessoas de seus objetivos. “O mercado financeiro já está utilizando pessoas para comunicar e vender serviços de consultoria de investimento (antes restritas a um pequeno nicho) em um formato simplificado e agradável a públicos maiores. As fintechs e consultorias independentes já fazem isso de forma mais geral. Porém, outras indústrias terão que investir em conceitos de simplicidade. Não podemos confundir o simples com o simplório. A simplicidade desejada pelo mercado é a competência de facilitar a relação de apreço e utilidade entre pessoas e mercas, propósitos e necessidades.

6 – Assessor de aprimoramento pessoal

Já faz parte do cotidiano a ideia de buscarmos auxílio externo para superar problemas ou para conquistar novos e maiores objetivos de vida e carreira. Fazem parte desse universo os profissionais de coaching, mentoring e, mais recentemente, os instrutores de mindfulness – que utilizam técnicas de meditação para melhorar a memória, o poder do foco, a atenção e até a capacidade de tomada de decisões. No futuro, essas e outras atividades que estão por vir poderão oferecer serviços de aprimoramento pessoal ainda mais personalizados, precisos e de alto impacto, baseados em algumas disciplinas: ciência de dados, nos avanços da neurociência e nanotecnologia, entre outras. “O aprimoramento pessoal com pegada mais tecnológica poderá identificar pontos de influência, inspiração, fraqueza e originalidade na jornada dos clientes em busca de evolução. Essa posição já está semeada na sociedade atual, e deverá ganhar muitas variações, pois a ideia de que é preciso evoluir e aprender sempre, será determinante para o futuro da humanidade, sobretudo no mercado de trabalho. Talvez, o aprimoramento pessoal ande em paralelo a cursos de pós-graduação, e ganhe o status de atividade de formação, necessária para o crescimento das pessoas”.

7 – Programadores de entretenimento pessoal

Já imaginou um consultor para nos ajudar a escolher as nossas séries favoritas do Netflix, os shows mais procurados dentro de nosso estilo musical, ou quem sabe até mesmo as novidades gastronômicas de lugares poderemos frequentar? O programador de entretenimento pessoal já atua por trás da inteligência de mercado de grandes empresas como Google, Facebook e Amazon. Por meio da tecnologia, identificam hábitos de busca, consumo e engajamento cotidianos, para posteriormente oferecer produtos, ofertas e publicidade. “No futuro haverá profissionais (consultores especializados) para ajudar em atividades de entretenimento, mas em nível muito mais particular, plural e personalizado. Esses profissionais estarão dentro de corporações, mas também em formatos independentes, a exemplos do já citado coaching.

8 – Curadores de sustentabilidade

O campo da sustentabilidade ganhará muitos aliados, como por exemplo, programas capazes de prever (com maior eficiência, mas não de forma total), efeitos climáticos como furações, tempestades, inundações e secas persistentes. A inteligência por trás da realidade aumentada será crucial para biólogos, geólogos, químicos e ambientalistas estudarem os fenômenos naturais quase em tempo real. “Existe um equívoco comum quando pensamos que profissões ligadas à natureza podem perder espaço frente às futuras tecnologias. Pelo contrário, indústrias, empresas, governos terão a imensa responsabilidade de conter danos, recuperar estragos e ativar novas formas de vida e quem sabe até recuperar espécies de plantas, animais e outros seres extintos. É consenso em grandes universidades americanas que a ciência paradigmática do século XXI será a biologia (e suas extensões), a exemplo do que foi a física no século passado.

9 – Especialistas em gestão de resíduos

E quem vai dar conta da enorme quantidade de lixo que as sociedades modernas produzem e despejam na natureza de forma imprópria? Entre os responsáveis pela tarefa, estarão os especialistas em gestão de resíduos. O lixo será um grande negócio em um futuro bem próximo. É muito provável que as grandes cidades tenham empresas e consultorias especializadas em uma espécie de “logística de resíduos”, capaz de extrair fontes de energia ou insumos para demais setores, a partir da seleção inteligente do lixo orgânico e inorgânico produzido todos os dias. “Cuidar da produção de resíduos será determinante para o nosso sucesso na experiência de viver no planeta e evitar não apenas degradação ambiental, mas o desperdício de fontes de energia e potencial criativo da reciclagem. O lixo não poderá mais ser encarado como um campo meramente de contenção higiênica para a sociedade. A gestão de resíduos vai demandar tecnologia de ponta, estrutura de pesquisa, armazenamento e até de negociação, a partir do momento em que os resíduos possam dar formar a novos componentes”.

Sobre a Michael Page

A Michael Page é um dos maiores players mundiais em recrutamento especializado. Fundada na Inglaterra em 1976, é especializada em recrutar candidatos em middle e top management, em todo o mundo, sendo a consultoria de recrutamento líder e pioneira na América Latina. Atualmente possui mais de 5.400 colaboradores em 36 países.

Fonte: Maxpress

 

Deixe uma resposta