4 lições de empreendedorismo que você pode aprender com a pandemia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Veja quais lições de empreendedorismo podem ser aproveitadas e que garantiram a sobrevivência de muitos negócios mesmo em tempos de crise mundial.

A pandemia transformou o mundo e, mesmo a situação voltando ao normal aos poucos, os negócios e as relações passaram por mudanças que são irreversíveis. Isso transformou as relações comerciais em todo mundo e acelerou a transformação digital.

As empresas e consumidores precisaram se adaptar rapidamente a uma realidade que chegou de forma inesperada, mas que serviu para trazer lições de empreendedorismo que muitas vezes salvaram as empresas.

Artigo 1510

Fonte: Pixabay

Veja alguns dos pontos que foram aprendidos e as lições de empreendedorismo que devem ser levadas para as empresas a partir de agora.

1. É necessário fazer gestão de risco

Muitas empresas que estavam indo bem nem sequer cogitaram a possibilidade de sofrer um forte impacto que afetasse o negócio como aconteceu. O resultado foi o fechamento, demissões e perda de receita.

Um planejamento de risco identificando potenciais ameaças e como isso pode impactar os negócios é essencial, mesmo em tempos que tudo parece estar indo muito bem.

Por exemplo, um restaurante que estava com muito movimento e teve que fechar as portas, se tivesse feito gestão de risco considerando essa possibilidade poderia ter toda uma estrutura de delivery e retirada de pedidos montada. Isso não faria com que as vendas caíssem tão drasticamente.

2. Diversificar os canais é preciso e vale como lições de empreendedorismo

Não importa se é uma loja física ou um e-commerce, ter apenas um canal de vendas ou contato pode restringir as oportunidades de negócio.

Uma das lições de empreendedorismo que se tira da pandemia é que os multicanais são mais do que necessários, afinal, os clientes se comunicam e compram de maneiras diversas.

O setor de vestuário pôde perceber isso muito bem. Com as portas das lojas físicas fechadas, foi preciso recorrer a outros meios. As lojas virtuais puderam ajudar nas vendas, mas aliado a isso, as redes sociais e até mesmo aplicativos de mensagens foram usados para fazer pedidos e divulgar os produtos.

Quanto maior o número de canais, foi possível garantir melhores vendas, afinal, se atingiu um número maior de pessoas.

3. É preciso se reinventar e usar a criatividade

O desemprego fez com que surgissem muitos microempreendedores. Pessoas que foram demitidas precisam buscar uma fonte alternativa de renda e o que valeu nesse momento foi usar a criatividade e se adaptar às necessidades que estavam surgindo.

Com as compras online em alta, surgiu a possibilidade de fazer entregas de diferentes produtos e pedidos. Comprar um carro nesse momento foi um ótimo investimento, pois, dessa forma foi possível garantir uma renda e aproveitar os preços baixos.

Se algumas pessoas estavam vendendo o carro para conseguir pagar as contas, outras estavam vendendo e começando um negócio.

É claro que muitas outras oportunidades surgiram para quem foi criativo. Pessoas que vendiam kit festa tiveram que adaptar o produto para um número menor de pessoas, outras ganharam dinheiro fazendo compras para os vizinhos e assim por diante. Já quem não se reinventou, viu a renda despencar.

4. O cliente deve ser o foco dos negócios

Manter um relacionamento com o cliente e fazer com que ele seja o foco dos negócios foi o que ajudou a muitas empresas a garantirem suas vendas e não serem tão afetadas.

Ter o contato dos clientes e garantir que eles tenham o da empresa é essencial para que haja o engajamento e continuidade do consumo, pois isso evita que se perca tempo e dinheiro investindo em divulgações que nem sempre alcançam a quem é preciso.

Por exemplo, os salões de beleza foram impactados com o fechamento das portas e esses clientes também tiveram um impacto no orçamento. Para que não perdessem tanta renda e ajudassem aos clientes, alguns venderam pacotes por preços mais baratos para serem usados após a pandemia.

Dessa forma, foi possível atender a uma necessidade do consumidor, garantir uma receita porque o contato foi facilitado, afinal, eles possuíam a lista de clientes.

Existem muitas outras lições de empreendedorismo que foram aprendidas e não podem ser desprezadas, como a necessidade de ter um negócio flexível, a necessidade de manter um fluxo de caixa, que ferramentas de automação podem ser bastante úteis, entre outras.

A questão é que as lições de empreendedorismo não podem ser esquecidas após passada a Covid-19, elas devem servir para que as empresas possam repensar suas ações e dessa forma transformarem os seus negócios.

Por Jeniffer Elaina, da Smartia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *